A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

26/01/2015 11:15

Motociclista envolvido em suposto racha está na UTI em estado grave

Filipe Prado
O motociclista Marcos Ferreira dos Santos está internado em estado grave. (Foto: Simão Nogueira)O motociclista Marcos Ferreira dos Santos está internado em estado grave. (Foto: Simão Nogueira)

O estado de saúde do motociclista Marcos Ferreira dos Santos, 30 anos, que colidiu com um carro na manha de sábado (24) na Avenida Gury Marques, próximo a rotatória que dá acesso ao macroanel, na saída para São Paulo, ainda é grave. O rapaz está internado na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) da Santa Casa. Testemunhas alegaram que ele e um amigo estavam realizando um racha na avenida.

Conforme a assessoria de imprensa da Santa Casa, o motociclista deu entrada no hospital às 13h em estado grave e passou por cirurgias. Ele está sedado e estável.

Acidente – O acidente envolveu três veículos, duas motos e um carro. O motorista do VW Gol, Wellison Diego Pacheco Mendes, 26 anos, contou que trafegava sentido bairro-centro, quando uma moto atingiu a traseira do veículo. O motorista perdeu o controle do carro e parou no canteiro central da avenida

O motorista Michel Luiz, 30 anos, disse que estava atrás das motos e viu o acidente. Ele contou que as motos estavam em alta velocidade, em um suposto racha, e acabaram encostando, momento em que perderam o controle da direção e atingiram o veículo.

O motociclista André, com cerca de 24 anos, como foi identificado, sofreu algumas escoriações no braço e perna. Ele reclamou de dores no quadril e pode ter sofrido uma possível fratura na costela. Ele foi atendido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Conforme o BPTran (Batalhão de Trânsito da Polícia Militar), o velocímetro de uma das motos travou em 120 km/h, mas eles explicaram que não podem afirmar com precisão que essa seria a velocidade da motocicleta no momento do acidente.

Um amigo das vítimas, Samuel Menezes, 29 anos, contou que conhece os dois desde criança e que eles nunca praticaram rachas. “São pessoas tranquilas. Geralmente eles viajam de moto, mas nunca correram na BR”, assegurou.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Imagina se o velocimetro ta marcando 120 km/h eles não correm em BR...conta outra!!!
 
Renato Amorim em 26/01/2015 16:27:41
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions