A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

22/07/2013 12:54

Mototaxistas defendem “taxímetros”, mas se preocupam com seu uso na prática

Leonardo Rocha
Mototaxistas aprovam aparelho, mas se preocupam com seu funcionamento (Foto: Cleber Gellio)Mototaxistas aprovam aparelho, mas se preocupam com seu funcionamento (Foto: Cleber Gellio)

Os mototaxistas defendem a instalação de “taxímetros” nas motos, para que tanto os profissionais como os clientes tenham um serviço com preço justo e coerente. Entretanto, eles destacaram que a instalação e utilização do aparelho na prática são mais complicadas, já que as motocicletas não têm a mesma proteção dos táxis.

“O aparelho só vai nos ajudar, pois há muita variação nos preços cobrados, porém tem que ser analisado se eles resistem ao sol, chuva e mau tempo”, destacou Micael Paulino, que trabalha na área há cinco anos.

Wellyngton Meleiro, mototaxista há três anos, destacou que esta mudança vai trazer novos clientes, que antes “desconfiavam” dos valores diferentes cobrados pelos profissionais. “Vão ter a noção exata do que irão gastar, mas deve ser instalado em um local onde não atrapalha a corrida”, ressaltou.

Wellyngton Meleiro destaca que aparelho vai trazer mais clientes, mas este não pode atrapalhar a corrida (Foto: Cleber Gellio)Wellyngton Meleiro destaca que aparelho vai trazer mais clientes, mas este não pode atrapalhar a corrida (Foto: Cleber Gellio)

Darci Ferreira, que trabalha a 15 anos na área, ponderou que o “achômetro” sempre jogou contra os mototaxistas, pois prejudicava tanto o cliente como o trabalhador. “Tinha aquela história da corrida ser de acordo com o rosto do cliente, temos que ser mais profissionais, espero apenas que o aparelho não danifique facilmente”.

Já José Rosa lembrou que anos atrás tentaram implantar o “taxímetro”, mas o aparelho não funcionou de forma correta. “Demorou demais para começar, sempre defendi esta ideia, porém tem que funcionar, não adianta ficar bonito apenas no papel”, ressaltou ele.

Proposta - O projeto do vereador Alex do PT obriga os mototaxistas a instalarem “taxímetros” para que as corridas tenham um preço justo e não fiquem apenas no “achômetro”. De acordo com a proposta, esta medida irá tornar a relação do usuário com o profissional mais confiável, sem que haja desconforto na cobrança do valor.

Caso seja aprovado, o mototaxista terá que instalar o aparelho na parte dianteira do veículo, próximo ao velocímetro. De acordo com o vereador, a prefeitura ficará responsável por definir os valores da corrida e os critérios da cobrança. O executivo também deve contribuir com os profissionais, deduzindo taxas e tributos anuais, dando "condições" para que eles instalem o aparelho.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions