A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Abril de 2019

25/02/2019 20:36

Mulher confessa ter matado idosa para não pagar dívidas de R$ 1 mil

Para despistar qualquer suspeita, Pâmela Ortiz foi à polícia fingindo preocupação com o sumiço de Dirce Santoro, mas foi surpreendida por vídeo que a mostrava com a vítima

Adriano Fernandes e Aletheya Alves
Pamela Ortiz deixando a delegacia, esta noite. (Foto: Aletheya Alves) Pamela Ortiz deixando a delegacia, esta noite. (Foto: Aletheya Alves)

 

 

Pâmela Ortiz de Carvalho confessou ter agredido até a morte a aposentada Dirce Santoro Guimarães Lima, de 79 anos, no último sábado (23) em Campo Grande. A vítima estava desaparecida desde o dia do crime, quando foi vista pelas vizinhas saindo de casa no Bairro Santo Antônio, acompanhada da suspeita que prestava serviço como “Táxi da Vovó”.

À polícia, Pamela admitiu ter matado a idosa para evitar ter que pagar as dívidas que tinha feito em nome da vítima. Na tentativa de despistar qualquer suspeita, ela ainda procurou a delegacia por conta própria, nesta segunda-feira (25).

“Ao ficar sabendo que os vizinhos iriam vir registrar o boletim de ocorrência pelo desaparecimento ela também decidiu vir, mas primeiramente negou qualquer envolvimento com o caso”, comentou a delegada Christiane Grossi, titular da 7ª DP (Sétima Delegacia de Polícia) da Capital e quem é responsável pela investigação.

Suspeito buscando a vítima em sua residência, pouco antes de matá-la. (Foto: Direto das Ruas)Suspeito buscando a vítima em sua residência, pouco antes de matá-la. (Foto: Direto das Ruas)

Na delegacia ela teria fingido estar preocupada com a vítima e até se prontificou a colaborar com a investigação. A suspeita e a aposentada teriam se conhecido em novembro do ano passado, quando Dirce estava em um ponto de ônibus e a mulher passou, oferecendo serviço de carona.

Pâmela só admitiu ter assassinado a idosa ao ser informada pela polícia que câmeras de segurança haviam flagrado o momento em que ela saiu com a moradora, no último sábado. Antes de saber das imagens ela havia negado até mesmo ter encontrado a vítima. 

Ainda conforme a delegada, as duas saíram juntas no dia do crime para tentar resolver os débitos que a mulher teria feito nos cartões de crédito da vítima em pelo menos duas lojas da Capital. O valor seria de pelo menos R$ 1 mil.

“No caminho elas se desentenderam e ela agrediu a aposentada”, comentou Christiane. A perícia identificou um corte profundo na cabeça da aposentada, mas ainda não se sabe com o que a suspeita teria atingido a vítima.

Em seguida Pâmela abandonou o corpo entre as árvores de um terreno, sob um amontoado de lixo no Indubrasil. O achado do cadáver foi informado a polícia no momento em que Pâmela estava sendo interrogada. Outras quatro vizinhas da moradora também prestaram depoimento, durante a tarde na 7ª delegacia. 

Além de prestar serviço como motorista de idosos, Pâmela se apresentava como policial e, inclusive, acumula passagens policiais por estelionato. 

Desaparecimento - Vizinhas de Dirce foram hoje à Polícia Civil relatar o desaparecimento da idosa, que mora no bairro Santo Antônio. Depois que o corpo foi encontrado elas também fizeram o reconhecimento da aposentada.

Muito emocionadas, disseram que eram amigas há cerca de dez anos e que ela não tinha parentes em Campo Grande. Segundo as amigas, a aposentada era viúva, não tem filhos e tinha uma irmã que mora em São Paulo.

Confira no vídeo o momento em que a suspeita deixou a delegacia, esta noite (25).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions