A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

28/04/2013 15:52

Mulher de 45 anos pode ser 2ª vítima de leishmaniose em Campo Grande

Jéssica Benitez

Após matar 17 pessoas em 2012, a leishmaniose pode ter feito a segunda vítima em Campo Grande este ano. Fátima Duarte de Moraes, de 45 anos, moradora do bairro Piratininga, morreu na manhã deste domingo e, conforme registro policial, estava com leishmaniose. 

Segundo relatos da família, Fátima ia ao médico com frequência e às vezes ficava internada. Na última sexta-feira ela  recebeu atendimento e em seguida foi liberada.

Hoje, por volta das 10h30, passou mal e a família acionou o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), no entanto quando a equipe chegou ao local Fátima já havia morrido.

Ainda conforme o boletim de ocorrência, os socorristas chegaram a realizar massagem cardiorrespiratória, sem sucesso. No Boletim de Ocorrência também consta que a mulher sofria de problemas psicológicos

Em janeiro deste ano, a professora de Educação Física, Juliane Silveira, 29 anos, morreu vítima da doença. Em 2012 foram registrados 245 casos de leishmaniose na Capital. 

Ong convoca população a levar cães em audiência sobre Leishmaniose
A Ong Abrigo dos Bichos realiza na próxima quarta-feira uma audiência pública contra a política de combate à Leishmaniose na Justiça Federal. A audiê...
Corumbá confirma três casos de leishmaniose em 2013
Com três casos de leishmaniose confirmados em Corumbá neste ano, a Secretaria de Saúde da Prefeitura afirma que a situação é preocupante. Em 2012, fo...
Secretaria confirma que jovem de 29 anos morreu vítima de leishmaniose
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) confirmou neste sábado (5) que foi a leishmaniose a causa da morte da jovem Juliane Silveira, 29 anos. A educ...


Um absurdo, o ue mais me indigna é que não foram apeas 17 ano passado foram mais acontece é que muitos não vão parar na midia, perdi meu vô por conta desta doença ano passado, porque um vizinho ão quis sacrificar o animal, ta certo que com alguem , com um ser humano tambem não sacrificamos se ele tem uma doença dessas, mais pense da seguinte forma se você for alguem que tenha condições de comprar os remédios para seu cachorro otimo mantenha ele vivo se vc não tem então ão mate pessoas pois para essas não existe remédio algum, o pior é que quando se descobre a doença ja se esta em fase terminal. Minha familia e eu sabemos como doe porque é praticamente um assassinato, e tem pessoas que não se importam ate acontecer com um dos seus e com voce mesmo!!!
 
Jéssica de Oliveira em 29/04/2013 19:40:14
Prá piorar as coisas, o ccz esse ano não vai coletar sangue dos cachorros da cidade toda, só porque o chefe "novo" não gosta e nãoacredita nisso. e a população ? será que foi ouvida ? precisa morrer mais gente prá esse povo acordar ? Bando de incompetentes brincando com a nossa saúde.
 
Araujo Coelho em 29/04/2013 07:01:46
e agora quem vai tratar de cuidar dessa familia que chora a perda de um ente querido porque algumas pessoas acham que tem o direito de por a vida das pessoas em risco para tratar seus cães e mante los com hospedeiro dessa doença cruel que dilacera familias gente vamo por a mão na conciencia um cachorro se pode pedir um filhote para o vizinho um familiar não vamo pensar nisso ninguem nesse mundo consegue combater mosquito gente pense nisso
 
marcos soares em 28/04/2013 19:41:58
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions