ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SEGUNDA  12    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Mulher diz que briga que acabou em morte começou por causa de foto no celular

Por Liniker Ribeiro e Mirian Machado | 25/11/2020 14:33
Marco Antônio Rosa Borges foi morto a facadas, esquartejado e queimado; massagista confessou crime (Foto: Reprodução/Facebook)
Marco Antônio Rosa Borges foi morto a facadas, esquartejado e queimado; massagista confessou crime (Foto: Reprodução/Facebook)

A briga entre Marco Antônio Rosa Borges e a massagista Clarice Silvestre de Azevedo, que confessou ter matado o chargista, teria sido motivada por foto postada por ele, em uma rede social. Segundo apurado pela reportagem, a autora confessa afirmou ter ido tirar satisfações com a vítima após ver imagem sua ao lado de outra mulher.

À policiais, a massagista confirmou que Marco Antônio chegou ao local por volta das 7h30. Após sessão de aproximadamente 50 minutos, a vítima teria ido tomar banho, quando a mulher foi até ele para conversar sobre a foto tirado em local aberto, com outras pessoas.

Segundo a versão apresentada por ela, a imagem trouxe descontentamento pois a vítima, com quem se relacionava há cerca de 9 meses, não queria assumir relacionamento, mas teria postado imagem com outra mulher.

Clarice disse ainda que Marco Antônio demonstrou indignação pelo questionamento, momento em que teria dado tapa em seu rosto. Ela, então, achou ruim e empurrou o chargista da escada. Após isso, com uma faca, desferiu golpes contra o corpo da vítima.

A faca usada no crime não foi apresentada pela mulher.

Ajuda – Clarice assumiu autoria do crime, mas, segundo apurado pelo Campo Grande News, a mulher contou com ajuda de um de seus filhos para esquartejar a vítima. João Victor Silvestre de Azevedo Leite, de 21 anos, prestou depoimento nesta quarta-feira e confessou participação.

A descoberta do crime aconteceu depois de Clarice se apresentar à polícia de São Gabriel do Oeste, a 140 quilômetros da Capital, confessando ter matado, esquartejado e queimado o corpo da vítima. Trazida para Campo Grande, ela está presa em cela da 2ª Delegacia de Polícia Civil da Capital.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário