A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

16/01/2014 10:38

Mulher sofre acidente em ônibus e espera 1 hora por socorro do Samu

Aliny Mary Dias
Marli ficou no assoalho do ônibus aguardando o atendimento (Foto: Marcos Ermínio)Marli ficou no assoalho do ônibus aguardando o atendimento (Foto: Marcos Ermínio)

A quinta-feira da auxiliar de serviços gerais, Marli Oliveira Nunes, 56 anos, começou como qualquer outra, mas, a caminho do trabalho, um acidente em um ônibus do transporte coletivo da Capital fez com que o dia ficasse marcado na memória da mulher.

Tudo começou com um tombo. Marli estava a bordo da linha 072 que faz o itinerário Terminal Morenão e Terminal Nova Bahia. Ela é moradora da avenida Marquês de Herval e entrou no ônibus às 7h50.

Dez minutos depois, após o ônibus passar em velocidade por um quebra-molas e frear bruscamente, Marli caiu. Ela se desequilibrou e ficou imóvel depois da queda. Os passageiros que lotavam o ônibus avisaram o motorista que prontamente atendeu a mulher.

Foi às 8 horas em ponto que começou a saga da Marli por um atendimento médico. Os passageiros ligaram para o Corpo de Bombeiros e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que informaram que o transporte chegaria em breve.

A família de Marli também foi avisada e em poucos minutos o marido e o filho Jean Nunes Costa, 24, estavam ao lado da mãe. Marli sentia dores no pescoço, nas costas e não conseguia se mexer.

Depois de 1 hora, mulher foi socorrida pelo Samu (Foto: Marcos Ermínio)Depois de 1 hora, mulher foi socorrida pelo Samu (Foto: Marcos Ermínio)

Depois de 15 minutos à espera de uma ambulância, Jean fez a primeira das outras cinco ligações que faria no intervalo de 1 hora. A justificativa das centrais do Samu e dos Bombeiros era as mesmas. “Eles só me falam que não tem ambulância disponível. O pessoal do Samu chegou a falar que estava na região, mas foram socorrer uma ocorrência mais grave e depois viriam para cá”, conta.

Revoltado com a demora, o motorista, que não quis se identificar, ligava a todo momento em busca de ajuda. O marido de Marli queria levar a mulher, que chorava de dor, por meios próprios até o posto de saúde, que fica a uma quadra do local onde o ônibus estava.

A orientação, no entanto, era de que a auxiliar de serviços gerais não poderia se mexer. O forte calor e o assoalho quente do ônibus fizeram com que o marido usasse um guarda-chuva para proteger Marli do sol. E assim foi até que 1 hora depois, 65 minutos, mais precisamente, uma ambulância do Samu chegou para socorrer a vítima.

Marli gritou com forte dores na coluna ao ser colocada na prancha de socorro e foi levada pelos socorristas até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Coronel Antonino.

A reportagem, que acompanhou a angústia de Marli e da família, tentou contato com a central do Samu a respeito da demora, mas as ligações não foram atendidas. O Corpo de Bombeiros informou que não havia viatura na área, mas que o primeiro endereço repassado pelos passageiros estava errado.

Depois de alguns minutos, a central do Samu assumiu a ocorrência e o atendimento dos Bombeiros foi cancelado.

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


Alexandre, fica quieto filhote! Não votei no Bernal, não gosto dele, não fui à favor dele entrar na prefeitura, mas uma coisa eu tenho que admitir! Fui voto vencido! Só que "à Cézar o que é de Cézar"! Antes de falar bobeiras e me criticar, vc poderia ter se dado ao trabalho de pelo menos pesquisar no Google à quem a Corporação dos Bombeiros está subordinada! Faz isso não queridão! Não se deixe contaminar por coisas que as pessoas falam! Vc tá vendendo o peixe que comprou! Dá uma olhadinha no Google, vai! Pelo menos entra no site deles! www.bombeiros.ms.gov.br (Jéssica, vc tb pode tirar sua dúvida no site, ok?!)
 
Ricardo Boretti em 16/01/2014 19:22:46
É Sr. Sérgio?! Estudar? Será que o "senhor" sabe o que é isso? Não sei se é de seu conhecimento (não deve ser) que a corporação do corpo de bombeiros é um órgão subordinado diretamente ao governo do estado e que tem parte colaborativa do município, assim como as polícias militar e civil! Já que não é de responsabilidade do estado, avise seu "queridinho" para parar de entregar viaturas para os municípios do estado. Assim, mais cidadãos cegos e leigos como vc vão continuar padecendo por conta de serviços públicos pífios! Mas ta aí!
 
Ricardo Boretti em 16/01/2014 19:14:18
Junior Ferreira. Realmente muitos comentários sem inteligência, dentre estes o teu.
Samu é MUNICIPAL!
Corpo de Bombeiros é estadual!
Mas qual a relação disso com o problema da pessoa?
 
Cláudio Fontelles em 16/01/2014 17:39:29
Rose Pereira...! não adianta minha amiga.
Quem vota no PT e seus asseclas, são aqueles que recebem a famigerada " bolsa esmola". Ao invés de o governo dar capacitação e trabalho, compra seus votos pelas barrigas, não tão famintas assim.
Ficam no bem-bom, no come-e-dorme e... vamos fazer filhos, para receber o auxílio natalidade e bolsa escola.
Não há interesse em educar, pois um povo com educação e informação jamais votará no PT...Essa é a questão... , simples, clara como água !
 
alexandre barbarossa em 16/01/2014 16:29:35
Ôooooo Ricardo Boretti...! para de postar asneiras !
A saúde é municipalizada, o gestor é o município ! O SAMU é atribuição do BEMMAL...aquele camaradinha no qual você votou e foge das suas atribuições , pondo a culpa no contribuinte.
Você deve estar felicíssimo com o "aumentinho" de 400% do IPTU, né ?
Quebrou a cara meu camarada, quebrou a cara! Beeem feito !
 
alexandre barbarossa em 16/01/2014 16:22:11
O governo é tão corrupto, que deixam os brasileiros em risco de vida, só pra ver se tiram algum prefeito que não é sujeito a ideia deles... A natureza desse país é o que salva mesmo, porque o resto é um lixo...
 
Rafael Pacheco Vitório em 16/01/2014 15:25:40
.... Marli foi transferida para Santa Casa, mais ainda aguarda atendimento, pois o hospital esta sobre carregado!!!
 
jean nunes em 16/01/2014 15:07:24
Sr. Boretti, o SAMU é de responsabilidade do município, né não?
 
Jéssica Santos em 16/01/2014 14:56:31
Falta de cabeça do pessoal que estava presente tambem né, se a mulher tava dentro do onibus, no chão e o postinho tava a uma quadra, por favor, vai com a porcaria do onibus até o postinho e chama os enfermeiros e médicos pra retirar a mulher, sei que em caso de acidente e emergencia só o SAMU que pode atender, mas pela mor de Deus, eles não iriam se recusar a pelo menos observar o estado da mulher e tomar alguma atitude, esse negócio de só SAMU atender tambem não tá certo, se eles não tem capacidade pra isso tem que deixar outras alternativas para o cidadão, afinal o povo do postinho é médico ou não é? Eles tem treinamento pra atender.
 
maximiliano nahas em 16/01/2014 14:43:28
ta bom demorarão uma hora para aparecer e ainda falou não podia mover a vitima se fosse minha mãe caída eu mandava o motorista levar o ónibus até o posto já que só fica a uma quadra ai la eles faria o socorro mais não preferiram esperar mais e ai Bernal ainda falta ambulância toma vergonha e se fosse uma parente seu a é desculpa eles não anda de ónibus já que você é prefeito tem dinheiro pra compra um carro para cada membro da sua família. e a gente que necessita do transporte só se ferra brincadeira...
 
loester de souza dias em 16/01/2014 14:21:41
Já li comentários sem inteligencia aqui, primeiro que Samu e Bombeiros é competência do governo do estado, jogar a culpa no prefeito é burrice, segundo, o posto de saúde segundo a reportagem estava a uma quadra do local do acidente, por que o motorista não seguiu com o ônibus até lá?
 
Junior Ferreira em 16/01/2014 14:15:51
muito lamentavel mesmo,pagamos ipva,iptu,...e muitos outros impostos e quando mais prescisamos e muito demorado para sermos atendido.mas e nos que escolhemos quem vai nos governar.parabens povo brasileiro por nosso pais ser assim.
 
ademilso barbosa em 16/01/2014 13:45:38
Sr. Ricardo Boretti vá estudar. Saúde em Campo Grande é municipalizada, ou seja, de responsabilidade do Sr. Bernal.
 
Sergio Arantes em 16/01/2014 13:43:20
quando tão concessão a essas empresas de coletivo urbano porque não coloca uma clausula para que elas também comprem umas ambulãncia para essas fatalidades e socorrer mais rapido seus usuarios.
 
nilton sabino em 16/01/2014 12:46:03
Quem não se comovem com as dores dos seus semelhantes, por certo acham que nunca passarão por sofrimentos. Vai saber o que futuro lhes prepara!
 
Rose Pereira em 16/01/2014 12:34:28
é lamentável o que aconteceu, me faz lembrar alguns anos atrás, quando minha irmã passou mal em casa e somente depois de 01 hora e meia veio o SAMU, isto porque constatamos que a mesma tinha falecida e temendo serem responsabilizados deslocaram com 02 viaturas e tentaram ressuscitá-la. Graças a Deus que essa senhora ainda estava viva.
 
JOSE MAIDANA em 16/01/2014 12:07:34
...e depois fazem blitz, multam condutores de veículos sem cinto de segurança e a mulher trabalhadora em pé no ônibus se estatela e ninguém faz nada....esse nossa democracia só se tornará próxima de alguma coisa após, colocarmos à baixo e construirmos tudo de novo..por isso sou mais que a favor de protestos e todos os atos de revolta contra o momento em que vivemos.
 
Rosa Fornari em 16/01/2014 11:57:52
Isso é lamentável é revoltante, um absurdo. Muito dolorido para a família, os filho, o esposo, ao ver sua mãe, estendida ao chão, aos gritos pelas fortes dores causada pelo acidente, e os responsáveis por essa assistência médicas nem se comoverem, pois depositam a culpa do não atendimento imediato, pela deficiência estrutural do sistema público, sempre é assim, e o tempo vai passando e as coisas continuando do jeito que era antes, nunca mudam. E ainda culpa o POVO quando revoltados saem ás ruas para reivindicar seus direitos assegurados pela constituição mas que nunca sai do papel. POVO a eleição está aí aproveita agora, deem as suas respostas!
 
Rose Pareira em 16/01/2014 11:53:21
Isso é lamentável é revoltante, um absurdo. Muito dolorido para a família, os filho, o esposo, ao ver sua mãe, estendida ao chão, aos gritos pelas fortes dores causada pelo acidente, e os responsáveis por essa assistência médicas nem se comoverem, pois depositam a culpa do não atendimento imediato, pela deficiência estrutural do sistema público, sempre é assim, e o tempo vai passando e as coisas continuando do jeito que era antes, nunca mudam. E ainda culpa o POVO quando revoltados saem ás ruas para reivindicar seus direitos assegurados pela constituição mas que nunca sai do papel. POVO a eleição está aí aproveita agora, deem as suas respostas!
 
Rose Pereira em 16/01/2014 11:47:44
Cadê o governador com ambulâncias para a capital? Eh, IPVA que some no ralo!... Tsc, tsc, tsc
 
Ricardo Boretti em 16/01/2014 11:41:13
ônibus lotado, cadê aqueles 80, que desfilaram pelas ruas de campo grande?Ta aonde?
 
Junior Araújo em 16/01/2014 11:33:06
Parabéns! deixa o homen trabalhar, a situação só tende a piorar!
 
Lucian Rocha em 16/01/2014 11:13:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions