A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 20 de Abril de 2019

19/12/2018 19:51

Na prisão, Puccinelli e filho souberam que seriam soltos pelas "ondas" do rádio

Decisão pela soltura teria sido noticiada em um rádio da unidade, onde ex-governador e filho estavam presos

Adriano Fernandes e Liniker Ribeiro
Ulisses Rocha em frente ao prédio onde fica o apartamento de Puccinelli. (Foto: Paulo Francis) Ulisses Rocha em frente ao prédio onde fica o apartamento de Puccinelli. (Foto: Paulo Francis)

Nem advogados, amigos ou assessores. As “ondas” do rádio é quem informaram ao ex-governador André Puccinelli e André Puccinelli Junior, sobre a decisão da ministra Laurita Vaz, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), autorizando a soltura de pai e filho.

A confirmação é do também advogado e presidente municipal do MDB, Ulisses Rocha, primeiro a chegar no Centro de Triagem Anizio Lima, esta tarde (19) após a decisão de soltura. “Mas quando eu cheguei lá a decisão já havia sido noticiada por um rádio do Centro de Triagem. Os dois estavam muito emocionados e felizes”, contou Ulisses ao deixar o prédio onde fica o apartamento do ex-governador, na Rua Euclides da Cunha.

Ele ainda pontuou que apesar de inesperada, a soltura de Puccinelli e o filho foi justa. “Já tínhamos tentado inúmeras vezes um pedido de reconsideração pela liberdade dos dois, sem sucesso. Mas por uma felicidade do destino, ela (ministra) entendeu as razões apresentadas e reconsiderou a decisão, concedendo a liminar”, disse.

A saída ocorreu por ordem da ministra Laurita Vaz, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ao acatar recurso em habeas corpus sobre a investigação que levou a prisão de pai e filho em julho, durante a operação Papiros de Lama. “Nossos esforços para que ele respondesse em liberdade é porque ele nunca omitiu, se escondeu ou fugiu de algum questionamento sobre a investigação”, concluiu.

De camiseta cinza, Marcio Podolski e de branco, Alexandre Resende, ao lado de outros apoiadores do ex-governador. (Foto: Paulo Francis) De camiseta cinza, Marcio Podolski e de branco, Alexandre Resende, ao lado de outros apoiadores do ex-governador. (Foto: Paulo Francis)

Comemoração – Todos os filhos, outros membros da família, assessores e amigos se reúnem na casa do ex-governandor, numa noite que promete ser de comemoração pela soltura. Desde o Centro de Triagem, apoiadores do ex-político também aguardavam a saída de pai e filho e até foram convidados a entrar em sua residência. 

“A nossa intenção não era subir e sim apenas demonstrar apoio. Mas o coração dele é muito grande e nos chamou”, comentou Alexandre Resende. Outro “fã” do ex-governador, Marcio Podolski reforçou a fala do colega.

“Nós não somos da família e mesmo assim ele fez questão de compartilhar esse momento com a gente. Subimos, ficamos alguns momentos, mas entendemos que esse momento é da família”, contou.

Em liberdade - Presos desde 20 de julho durante a operação Papiros de Lama, Puccinelli e o filho, o advogado André Puccinelli Junior deixaram o Centro de Triagem em um automóvel Toyota Corolla de um advogado, esta tarde. A saída ocorreu por ordem da ministra Laurita Vaz, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), ao acatar recurso em habeas corpus no início da tarde.

A operação investiga o uso do Instituto Ícone como suposto destino de recursos ilegais, provenientes de pagamentos de propina e desvios de verbas públicas, a serem entregues para Puccinelli.

Registrado em nome do advogado João Paulo Calves –também preso na ação, mas solto em 23 de outubro deste ano e colocado sob medidas restritivas de liberdade–, o Ícone pertenceria de fato a Puccinelli Junior.



Sera que pra "mandar" prender vai ser na mesma rapidez???
 
Gibha em 19/12/2018 21:30:03
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions