A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

10/09/2019 07:53

No vai e vem dos ônibus, Pit Stop pela Vida fala de depressão e suicídio

Equipe da Semed madrugou numa das mais movimentadas plataformas de passageiros do transporte coletivo para conversar e panfletar

Anahi Zurutuza e Clayton Neves
No Morenão, estudantes a caminho da escola são alvos de ação de conscientização (Foto: Henrique Kawaminami)No Morenão, estudantes a caminho da escola são alvos de ação de conscientização (Foto: Henrique Kawaminami)

Equipe da Semed (Secretaria Municipal de Educação) madrugou no Terminal Morenão, por onde embarcam e desembarcam milhares de passageiros diariamente, para conscientizar sobre sintomas da depressão, casos de automutilação e outros sofrimentos mentais que levam ao suicídio. A plataforma é frequentada por centenas de estudantes a caminho da escola e também pelos pais desses adolescentes e por isso foi escolhida como ponto de partida para mais uma ação do Setembro Amarelo.

Desde maio do ano passado, a secretaria passou a registrar estatisticamente casos de depressão e de automutilação identificados entre os alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino). Os números são alarmantes, segundo Alélis Gomes, Superintendente de Gestão e Normas da Semed.

De janeiro até agora, foram 4,8 mil casos de depressão identificados e encaminhados para tratamento. Setenta e oito estudantes foram flagrados com marcas de automutilação.
Entre janeiro e maio deste ano, 180 crianças e jovens, de 10 a 19 anos, tentaram deixar de existir.

“A principal maneira de ajudar é com a escuta, muitas vezes essas pessoas só precisam ser ouvidas. Estamos dando a oportunidade para que as pessoas falem e ensinando que depressão não é drama e nem frescura. As pessoas não gostam de falar, então a nossa intenção é provocar essa fala. Nos colocamos à disposição”, afirma Alélis.

No terminal, duas cartilhas são entregues aos passageiros, uma da Semed que explica sobre a adolescência e suas questões comportamentais e outra, elaborada pela Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), sobre os sinais e frases de alerta que antecedem o suicídio, a importante de não ignorar, saber escutar e onde procurar ajuda, nos CAPs (Centros de Atenção Psicossocial), por exemplo.

Equipe da Semed também aborda passageiros (Foto: Henrique Kawaminami)Equipe da Semed também aborda passageiros (Foto: Henrique Kawaminami)
Panfletos entregues passa estudantes e trabalhadores (Foto: Henrique Kawaminami)Panfletos entregues passa estudantes e trabalhadores (Foto: Henrique Kawaminami)

Não é só rebeldia – Cristiane Valdez Albuquerque, psicóloga da Semed, explica que apatia, tristeza, agressividade e até euforia são sinais de que o estudante precisa de ajuda. “Nem tudo é má educação”.

A equipe visitou no primeiro semestre deste ano 29 escolas para capacitar servidores e conversar com alunos. “O servidor precisa estar bem para poder ouvir o outro”.

Todo mundo conhece alguém que vive com depressão. Sobre a ação no Morenão, o estudante Vinícius da Silva Recaldes, de 22 anos, é prova de que a máxima é verdadeira. Há seis anos, ele perdeu um amigo para a tristeza profunda. “O assunto não era tão comentado como é hoje, ninguém sabia o que fazer, foi muito sofrido. A mãe do garoto o encontrou morto dentro de casa, foi um choque muito grande. Acho importante que este tema seja debatido”.

Vinícius da Silva Recaldes, de 22 anos, conta que perdeu amigo, que se suicidou com 17 anos (Foto: Henrique Kawaminami)Vinícius da Silva Recaldes, de 22 anos, conta que perdeu amigo, que se suicidou com 17 anos (Foto: Henrique Kawaminami)

Mais ações - No fim da manhã, o Pit Stop pela Vida será em frente à Escola Municipal Bernardo Franco Baís.

O calendário do Setembro Amarelo segue com o lançamento da resolução que dispõe sobre normas e procedimentos para implantação do Projeto Valorização da Vida nas escolas da Reme. O evento será no Centro de Formação da Semed e contará com palestra do psiquiatra Fábio Paes Barreto, que irá abordar o tema “Depressão e automutilação no contexto escolar”, a partir das 8h30.

“Essa resolução dá norte para que as escolas possam trabalhar com o tema. É um trabalho que sempre foi feito, mas agora tem um documento, professores terão mais base para trabalhar”, comenta Alélis.

As graves consequências dos diversos tipos de suicídio
Ninguém está livre das influenciações espirituais inferiores, as quais, mesmo quando não se revelam num gesto tão extremado como matar-se, encerram c...
Setembro Amarelo: Por que uma pessoa comete suicídio?
O suicídio é algo que vem chamando a atenção da sociedade. Não é de hoje que somos surpreendidos com alguns casos, seja de alguma celebridade ou de p...
Bônus e ônus dos cargos públicos
CONFIRMADO Na vida pública há bônus e ônus por ocupar cargos. Repercute a notícia que o ex-Secretário de Habitação e Infra Estrutura Pedro Teruel (Go...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions