A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

09/06/2011 14:12

População espera por ao menos 1h30 para ser atendida e retirar RG

Paula Vitorino

Sistema informatizado não suja dedos, mas reduziu pela metade a capacidade de atendimentos diários

Com fila enorme, comerciante desiste de retirar RG do filho. Com fila enorme, comerciante desiste de retirar RG do filho.

Com a sala de espera lotada, as pessoas que precisam de algum dos serviços do Posto de Identificação de Campo Grande têm de contar com muita paciência, além de tempo disponível para finalmente conseguir concluir o atendimento.

“Parece que para conseguir o serviço é preciso tirar o dia todo pra ficar aqui. Mas a gente tem compromissos, meu filho tem aula, não pode ficar esperando até sabe lá quando”, denuncia o comerciante Valdir Miguel Hech, de 47 anos, após desistir de esperar para retirar o documento de identidade do filho de 12 anos.

De acordo com Valdir, ele e o filho teriam de esperar na fila única do local para simplesmente retirar o documento, feito na semana passada.

“Você viu o tamanho da fila? É um absurdo isso. Deveria ter uma fila para cada serviço. Agora só pra tirar o documento vou ter que ficar esperando de novo, como se fosse fazer o documento?”, reclama.

No Posto de Identificação, localizado na Rua Aquidauana, 88 – Centro, são feitos os serviços de emissão da 1ª e 2ª via do RG, além de alterações no documento e certidão de antecedente criminal. Para os atendimentos, o cidadão passa por uma fila única, onde são conferidos os documentos necessários e a senha é entregue, e depois aguarda até ser chamado por um dos atendentes.

No início da manhã desta quinta-feira (9), a senha já ultrapassava o número 50 e apenas 4 terminais de atendimento para fazer o RG estavam funcionando.

O número de funcionários do local está reduzido devido a um curso interno e, por conta disso, as funções que antes eram distribuídas são centralizadas nos poucos atendentes.

Clientes enfrentam fila e espera no Posto de Identificação. (Fotos: João Garrigó)Clientes enfrentam fila e espera no Posto de Identificação. (Fotos: João Garrigó)

Novo sistema - Outro fator agravante para a demora nos atendimentos é novo sistema informatizado para a emissão do RG. Desde o início de abril, o serviço é feito todo de forma computadorizada, sem a necessidade de “tocar piano”, como é chamado o ato de sujar os dedos na tinta para captar as impressões digitais.

No entanto, o modelo informatizado e “limpo” reduziu pela metade os atendimentos diários no local. Antes cerca de 300 carteiras de identidade eram feitas, agora são apenas 150, segundo informações dos funcionários do local. Além disso, o documento não sai mais no mesmo dia e fica pronto após 5 dias úteis.

Para a estudante Rafaela Ribeiro Marques, de 21 anos, o novo sistema só trouxe prejuízos e o órgão deveria estar mais preparado para atender adequadamente os clientes.

“Não vi melhora, só piorou. E esses treinamentos deviam ser feitos em outro horário ou então colocar mais atendentes. Nós não temos nada a ver com isso”, afirma. Ela chegou por volta das 7h20 no Posto e só foi atendida por volta das 8h40.

Ela também reclama das altas taxas. Para retirar a 2ª via do RG, a estudante pagou R$ 63,24.

Já o indígena Milton Miguel, de 58 anos, reclama da falta de informações no atendimento. Ele precisa fazer outra carteira de identidade para ter direito à aposentadoria por invalidez do INSS, mas na semana passada diz que esperou das 8h até às 16h para ouvir da atendente que faltava a certidão de casamento e que teria de retornar outro dia com toda a documentação.

“Fiquei o dia inteiro aqui, sem almoço. E chegou na hora não resolveu nada. A moça podia ter me avisado antes, quando cheguei, aí já teria ido providenciar”, lamenta.

De posse da documentação, Milton retornou nesta quinta-feira ao Posto para

mais uma tentativa de conseguir o RG. Ele chegou às 8h e já imaginava que teria de esperar por várias horas o atendimento, já que sua senha era a de número 51.

“Hoje vou ter que ficar o dia todo aqui, mas preciso do meu RG”, conta.

O atendimento no local é feito das 7h às 18h. Os telefones do Posto são: 3384-3100 e 3382-2432.

Nenhum responsável pelo Posto quis dar entrevista. A Secretária de Segurança Pública também foi procurada por meio da assessoria, mas não deu retorno até a publicação desta matéria.

A emissão de 1ª e 2ª via do RG também pode ser feita nos Práticos, localizados nos bairros Coronel Antonino, Aero Rancho e Guaicurus



Sabe o que acho engraçado, se não fosse triste, é que tudo aquilo que os órgaõs publicos modificam, o fazem para ficar ainda pior. Apesar de toda a tecnologia disponível, nada que foi modificado melhora. Está faltando competência.
 
Eroci Barroso em 10/06/2011 11:06:50
Com certeza, precisa ser modificado o sistema de atendimento, porque as pessoas não podem passar os dias inteiros nas filas, muitas pessoas são doentes, enfermas, idosas.
Precisam sim de colocar mais atendentes com experiencia, e alguem da instituição percorrer as filas,para ver se as pessoas estão com todos os documentos necessários para poder serem atendidas.
Quanto as atendentes, elas devem serem educadas com as pessoas, serem mais humanas, porque o salário que elas recebem, somos nós que pagamos, além do mais faz parte de uma educação, ser simpática e educada com quem quer que seja.
Outra, deveria ter pelas menos duas atendentes para as pessoas idosas,deficientes, etc.
Vamos trabalhar com mais atenção.
Coloquem mais atendentes, mas, não atendentes com a cara feia para as pessoas.
Grata.
 
Maria Helena Coutinho em 10/06/2011 08:36:24
materia oportuna que o news fez o problema e a cara feia e o mau humor das funcionarias que la trabalham, elas se esquecem que sao pagas por nos contribuintes. nao temos para quem reclamar.
 
Ademar Faria em 09/06/2011 07:36:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions