A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

16/03/2014 11:35

Obras do complexo Bálsamo podem ficar prontas em 5 meses, diz secretário

Viviane Oliveira e Kleber Clajus
Prefeito  Gilmar Olarte e Semy Ferraz visitando as obras da região do Bálsamo, que estão paradas.  (Foto: Marcos Ermínio) Prefeito Gilmar Olarte e Semy Ferraz visitando as obras da região do Bálsamo, que estão paradas. (Foto: Marcos Ermínio)

Se a ALL (América Latina Logística do Brasil) ceder, as obras do complexo Bálsamo podem ficar prontas em 5 meses. A informação é do secretário da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz, durante visita a obra na manhã de hoje (16), com o prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP) e vereadores.

O investimento realizado em duas etapas é de R$ 38 milhões. A obra começou há 4 anos pela empresa Equipe Engenharia e deveria ter terminado no ano passado. O secretário justifica a demora dizendo que, a ALL não tem permitido a Prefeitura fazer uma intervenção no local para que seja trocada a tubulação de passagem do córrego. 

Nas margens do córrego, cenário do maior desastre ambiental de Campo Grande, fica o cruzamento da avenida Três Barras com a linha férrea, no bairro Rita Vieira. Em um dos trechos, onde passa os trilhos, já foi feito 26% da obra, no entanto, os serviços no local estão parados por conta do impasse. O sistema precisa ser alterado com urgência, pois quando chove a região fica totalmente alagada.

O prefeito Gilmar Olarte, disse que vai cobrar da ALL que assuma sua responsabilidade para garantir celeridade para conclusão da obra. No mesmo local, o prefeito afirma que vai acelerar a implantação da iluminação pública.

O vereador Eduardo Romero do (PT do B), ressaltou que a obra próxima a Avenida Três Barras está atrasada por conta do entrave com a empresa. “A briga não é de hoje, no entanto, é uma área remanescente do curso do córrego e precisa com urgência de uma intervenção”, diz, lembrando que a proposta do projeto prevê um parque linear na região.

Bálsamo - Com 18 quilômetros de extensão, o córrego nasce no bairro Rita Vieira, no cruzamento da Três Barras com a linha férrea e vai até o córrego Lageado. Em 2001, um descarrilamento de nove vagões da então Novoeste provocou o maior desastre ambiental do município. "Dois vagões foram perfurados e 40 mil litros de óleo diesel vazou na nascente, contaminando o solo, o lençol freático”, relatou na época Eduardo Romero.

Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions