A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

15/06/2015 19:27

Operação pretende diminuir número de ocorrências por pertubação do sossego

Alan Diógenes

A Operação Acústica, deflagrada no domingo (14), em Campo Grande, por equipes da da DECAT (Delegacia Especializada de Repreensão a Crimes Ambientais e Proteção ao Turista), PMA (Polícia Militar Ambiental e PM (Polícia Militar) pretende diminuir o número de denúncias por pertubação do sossego. Só ontem, quatro pessoas foram presas em flagrante por estarem com volume do som automotivo fora do permitido por lei.

Conforme o major da PMA, Edmilson Queiroz, a ação foi planejada por policiais do 9º Batalhão da PM. “Devido ao grande número de denúncias de moradores e comerciantes de algumas regiões, foi preciso intervir. O objetivo é diminuir a demanda da PM sobre esse tipo de ocorrência. Desta forma eles podem ficam livres para atender outras chamadas mais importantes e fazer o trabalho ostensivo”, explicou.

Durante a fiscalização de ontem, os policiais abordaram Cristiano Almeida Romin , 24 anos, que estava em um VW Gol. A partir de uma aferição feita pela PMA foi constatado que o carro emitia ruídos de 83,3 decibéis, sendo que o permitido pela lei é de 45 dB.

Um Golf azul, de Herbert Oliveira da Silva, 37, estacionado em frente ao Parque das Nações Indígenas, também estava com o volume acima do permitido, 94,3 dB. Cristiano e Herbert foram presos em flagrante pelo crime de “causar poluição que resultem ou possam resultar em danos a saúde humana, ou que provoquem a mortalidade de animais ou de outrem”.

Outras duas pessoas, Tiago Paixão Almeida, 28, e Carlos Leonardo Cavalcante Pereira, 34, foram autuadas pelo mesmo crime, além de porte ilegal de arma. Durante a abordagem, os policiais encontraram em sua caminhonete, uma Toyota Hilux, uma aparelhagem de som automotivo, contatando ruídos de 93,4 dB.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions