A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Maio de 2019

18/04/2019 10:41

Paciente morre 3 meses após Justiça mandar Saúde comprar remédio de R$ 25 mil

Flávio tratava um linfoma folicular grau 3 A, tipo de câncer considerado de alto risco

Anahi Zurutuza
Flávio Henrique Lima Escorce, 35 anos, morreu hoje na Santa Casa (Foto: Facebook/Reprodução)Flávio Henrique Lima Escorce, 35 anos, morreu hoje na Santa Casa (Foto: Facebook/Reprodução)

Três meses depois que a Justiça mandou a SES (Secretaria de Estado de Saúde) comprar remédio que custa R$ 25 mil, Flávio Henrique Lima Escorce, 35 anos, morreu na Santa Casa de Campo Grande. A morte foi constatada às 6h20 desta quarta-feira (18).

Em janeiro, quando o Campo Grande News fez matéria sobre a situação de Flávio, a família corria contra o tempo para conseguir o medicamento. Em dezembro, o TJMS determinou que o Estado fornecesse a medicação, mas até o dia 3 de janeiro o mandado de segurança não havia sido cumprido.

A sogra de Flávio, que se identificou somente como Célia, falou brevemente com a reportagem na manhã de hoje. Ela não se lembrava se o genro já estava fazendo usado do remédio em questão. “Foi tanto remédio que nem me lembro mais”.

O Campo Grande News apurou, porém, que a família havia conseguido o medicamento emprestado e o devolveria assim que a decisão judicial fosse cumprida.

Flávio tratava um linfoma folicular grau 3 A, considerado de alto risco, tipo de câncer que começa no sistema linfático, a rede que combate doenças do corpo que inclui gânglios linfáticos, baços e a medula óssea.

Médicos recomendaram em dezembro a mudança nos medicamentos usado para nova etapa de seis ciclos quimioterápicos (Gazyva + Bendamustina). A Justiça deu decisão favorável e a secretaria informou que havia iniciado o processo de compra seguindo os “trâmites legais”.

A família ainda não tem informaçõesa sobre o velório e o sepultamento.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions