ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 22º

Capital

Para tentar "frear" dengue, bairros terão pontos rotativos de coleta de lixo

Ações acontecerão por dez dias; Prefeitura mapeia quintais com uso de drones

Por Natália Olliver e Idaicy Solano | 05/03/2024 11:09
Ácumulo de lixo e materias reciclados em casa de Campo Grande (Foto: Capo Grande News/Arquivo)
Ácumulo de lixo e materias reciclados em casa de Campo Grande (Foto: Capo Grande News/Arquivo)

Para tentar “frear” a Dengue na Capital sul-mato-grossense, a prefeitura lançou nesta terça-feira (5), a campanha “Meu Bairro Limpo”. As ações contarão com ponto rotativo de coleta de lixo no bairro Aero Rancho e região do Anhanduizinho. Além disso, equipes também farão monitoramento de quintais por drones e fiscalização nas residências.

A ideia é que os locais móveis passem por todas as regiões de Campo Grande. O prazo para que o ponto fique no bairro é de até 10 dias. Rosana Leite de Melo, secretária municipal de saúde, afirma que Campo Grande não está inserido nos piores cenários, comparado a outras cidades do país.

Conforme ela, a taxa de vacinação nas crianças de 10 e 11 anos está em torno de 5 mil, o que significa 15% do público alvo. Ela acrescenta que a taxa nacional é de 10%.

Rosana Leite de Melo, secretária municipal de saúde (Foto: Marcos Maluf)
Rosana Leite de Melo, secretária municipal de saúde (Foto: Marcos Maluf)

A titular pontua que o imunizante é mais uma dos recursos contra a doença, mas não única solução e que a vacina não vai resolver o problema sozinha. Rosana não acredita que a procura pelo imunizante está sendo abaixo do esperado, mas também não sabe explicar o motivo pelo quais pais e responsáveis não procuram os postos de vacinação.  Apesar do panorama, ela tem esperanças que o índice deva aumentar nos próximos dias.

"Tudo está levando a crer que essa vai ser a melhor estratégia que, infelizmente, por mais que a gente ofereça em todas as unidades de segunda a sexta e no final de semana, a gente tem plantão, está tendo vacinação no shopping, mas a população não sei dizer o motivo não procuram tanto".

Fiscalização de terrenos e quintais também será feito por drones (Foto: Marcos Maluf)
Fiscalização de terrenos e quintais também será feito por drones (Foto: Marcos Maluf)

Sobre a campanha, Rosana destaca que a ideia é potencializar ações e diminuir o descarte irregular de resíduos que são criadouros para o mosquito. "A Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) faz a fiscalização por meio de drones e  os agentes da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) vão às casas para  fazer as vistorias. Porque a dengue é um problema que está acontecendo no Brasil todo e 75% dos criadouros do mosquito estão na nossa casas".

A prefeita Adriane Lopes (PP), ressalta que a Capital está em risco iminente para dengue devido ao clima chuvoso, mas que a gestão está tentando minimizar os impactos. "Nós lançamos a campanha o ano passado e não estamos fazendo  somente nos meses de maior incidência, mas durante todo o ano".

Prefeita Adriane Lopes durante inauguração da camapanha (Foto: Marcos Maluf)
Prefeita Adriane Lopes durante inauguração da camapanha (Foto: Marcos Maluf)

Vacina- Durante a abertura da campanha, que aconteceu na Escola Municipal Professora Leire Pimentel de Carvalho Corrêa, localizada na Rua Enzo Cianteli, no bairro Jardim Colibri II, crianças também receberam doses da  vacina contra a dengue. No local 400 crianças fzem parte do público algo de 10 a 14 anos.

Ontem o Campo Grande News, questionou a secretaria de saúde sobre a taxa de vacinação no município e o baixo índice de doses aplicadas. Em resposta a pasta alegou que 03 de março, 4.851 crianças foram vacinadas contra a dengue em Campo Grande.

"O município ampliou a faixa etária, de 12 a 14 anos, no último sábado, dia 02 de março. Até então, apenas crianças de 10 e 11 anos estavam sendo imunizadas, seguindo orientação do Ministério da Saúde. A vacinação teve início na Capital no dia 11 de fevereiro, um dia após a primeira remessa, contendo aproximadamente 24 mil doses, chegar ao município. Considerando a faixa etária previamente estabelecida, em Campo Grande"

Atualmente, a vacina está disponível em mais de 60 unidades de segunda a sexta.

Rosana Leite de Melo aplica vacina contra dengue em criança da Reme (Foto: Marcos Maluf)
Rosana Leite de Melo aplica vacina contra dengue em criança da Reme (Foto: Marcos Maluf)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias