A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

08/12/2015 11:31

Parceria entre Exército e Sesau inicia nesta quarta com recolhimento de pneus

Flávia Lima
Militares são treinados para atuar junto a agentes de saúde. Foto: (Divulgação)Militares são treinados para atuar junto a agentes de saúde. Foto: (Divulgação)

A parceria entre o Exército e agentes de saúde da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), firmado semana passada para combater a dengue na Capital, terá início nesta quarta-feira (9), com uma equipe de 50 militares que irá, nesta primeira fase, ajudar no recolhimento de pneus em terrenos baldios e vias públicas.

Os cabos e soldados que irão participar da ação receberam o treinamento nesta terça-feira (8) da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais) da Sesau. Segundo o coordenador da Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais da Sesau, Alcides Ferreira, a previsão é que as oito equipes se concentrem a partir das 7h30, em frente ao 18º Batalhão de Logística, para acompanhar os agentes às sete regiões da cidade.

As equipes irão utilizar oito caminhões para recolher o material, que será encaminhado, conforme acertado em reunião semana passada, para uma empresa de pneus ecológicos que vai dar  destino adequado. Os militares tiveram treinamento básico sobre a dengue, febre chikungunya e zika vírus, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

Alcides explica que os militares também foram orientados quanto a identificação dos criadouros do mosquito. ”Nesse caso que entra os pneus, pois muitos estão sendo jogada em via urbana e pequenas borracharias na periferia que não estão tendo o cuidado de descarte do material e armazenamento”, explica.

As equipes se dividiram nas sete regiões urbanas de Campo Grande, sendo que em cada veículo terá seis militares e um agente epidemiológico para ajudar a identificar e orientar sobre o mosquito.

A ação de recolhimento de pneus ocorrerá até abril de 2016. O Exército ainda vai disponibilizar outros grupos para acompanhar as visitas domiciliares, em comércios e terrenos baldios, mas ainda não há previsão do início desta fase.

"Nossa luta é contra o mosquito para retirar os pneus das vias que são criadores do Aedes aegypti. O apoio pessoal do Exército e das viaturas vai ajudar no combate e querendo ou não a questão dos uniformes dos militares vai ajudar em lugares que os agentes têm dificuldade em entrar”, enfatiza Alcides.

Conforme levantamento da Sesau, do dia 27 de janeiro a 8 de dezembro foram 7.614 notificações de dengue. Deste total, 3.819 casos foram confirmados, sendo cinco com dengue grave e três mortes em decorrência da doença na Capital.

  



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions