A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

26/07/2016 18:00

Pelo impeachment e contra corrupção, acampamento volta à Afonso Pena

Michel Faustino
Acampamento de manifestantes erguido no canteiro da avenida Afonso Pena. (Foto: Alcides Neto)Acampamento de manifestantes erguido no canteiro da avenida Afonso Pena. (Foto: Alcides Neto)
A professora Fabricia Salles é uma das integrantes dos grupos pró-impeachmet. (Foto: Silas Souza)A professora Fabricia Salles é uma das integrantes dos grupos pró-impeachmet. (Foto: Silas Souza)

Grupo de manifestantes pró-impeachment voltou a ocupar na tarde desta terça-feira (26) o canteiro central da Avenida Afonso Pena, em Campo Grande, em frente ao MPF (Ministério Público Federal). Os manifestantes cobram mais celeridade do STF (Supremo Tribunal Federal) quanto ao processo de cassação do mandato de Dilma Rousseff (PT) e punição aos políticos corruptos.

De acordo com a professora Fabricia Salles, 52, representante dos movimentos Pátria Livre, Nas Ruas, Avança Brasil, Movimento Democrático Pró Impeachment, Fora Corruptos e Chega de Impostos, o objetivo é reacender na população campo-grandense o sentimento de vigilância em relação as questões políticas nacionais.

 

O grupo pretende ficar acampado no canteiro da Afonso Pena até o sábado, dia 30 e no domingo, 31, devem realizar ato no obelisco, região central.

Segundo a professora, além de 'pressionar' por mais celeridade no processo de impeachment de Dilma, as manifestação tem como mote o combate a corrução e o seguinte tema: “Corruptos na cadeia, independente de partido, viu STF!”.

“A intenção é reforçar que as manifestações são contra a corrupção. Independente de ser a Dilma, ou qualquer outro político de qualquer partido. Temos que ficarmos vigilantes a essa questão, até porque estamos em ano de eleição e a corrupção existe. No entanto, precisamos ressaltar que nós (o povo brasileiro) não é corrupto e não temos que aceitar isso como se fosse algo enraizado em nossa cultura”, finaliza.

Fabrícia destaca que até o sábado, o grupo pretende fazer intervenções em diversos pontos da cidade. Com a distribuição de informativos, disposição de faixas e buzinaço. A concentração acontece no acampamento montado na Afonso Pena, em frente ao MPF.

Movimento pró-impeachment de Dilma planeja nova manifestação para julho
O movimento Reaja Brasil, que organizou diversas manifestações em todo o país antes do afastamento de Dilma Rousseff (PT) da presidência da República...
Dilma é notificada pelo STF a explicar por que chama impeachment de golpe
A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta quarta-feira (18) que a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) seja notif...


Será que esse pessoal não tem vergonha de ficar apoiando um movimento contra a corrupção, com um TEMER, RENAN, JUCÁ, e o restante dessa corja, que saia a DILMA que tb não sou a favor, mas ficar coma mesma camarilha que são sim traidores e golpistas, pois a democracia pede novas eleições.Quem está a apoiar safados só pode ser tb.

 
Luiz Augusto Costa Carvalho em 26/07/2016 20:47:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions