ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, QUARTA  17    CAMPO GRANDE 25º

Capital

PF vai a gabinete de desembargador do TJ

Divoncir Schreiner Maran foi principal alvo, após denúncia feita pelo Cam,po Grande News em 2020

Por Aline dos Santos e Antonio Bispo | 08/02/2024 07:40
Fachada do Tribunal de Justiça, em Campo Grande. (Foto: Antonio Bispo)
Fachada do Tribunal de Justiça, em Campo Grande. (Foto: Antonio Bispo)

A PF (Polícia Federal) cumpre mandado no TJMS (Tribunal Justiça de Mato Grosso Sul), no Parque dos Poderes, em Campo Grande. A reportagem apurou que os policiais estão desde às 6h no gabinete do desembargador  Divoncir Schreiner Maran. Ele foi principal alvo, em decorrência de processo a partir de denúncia feita pelo Campo Grande News em 2020.

No local, duas viaturas descaracterizadas estão estacionadas em frente à entrada do setor de gabinete dos desembargadores. A PF faz nesta quinta-feira (dia 8) uma grande operação sobre a tentativa de golpe nas eleições presidenciais de 2022. Porém, essa ação no tribunal é uma segunda operação, cujos detalhes ainda não foram divulgados.

O desembargador é protagonista de uma decisão investigada pelo CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Em 21 de abril de 2020, ainda no início da pandemia do coronavírus, o narcotraficante Gerson Palermo, condenado a mais de 100 anos de prisão, foi enquadrado no grupo de risco para a covid e obteve prisão domiciliar, com monitoramento eletrônico. A decisão aconteceu durante o plantão do desembargador Divoncir Schreiner Maran.

No dia seguinte, 22 de abril, o desembargador Jonas Hass Silva Júnior, relator do processo, revogou a liminar e restabeleceu a prisão. Oito horas após o benefício do regime domiciliar, o chefão do tráfico rompeu a tornozeleira eletrônica e desapareceu. Ele não foi localizado desde então, enquanto o CNJ apura a regularidade da decisão de Divoncir.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, que não vai se manifestar.

Aposentadoria – O desembargador está a dois meses de se aposentar porque vai completar 75 anos, idade limite para atuar no Tribuna de Justiça. A aposentadoria será em 7 de abril, um dia depois do seu aniversário.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias