A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

12/05/2016 15:42

PM e Bombeiros aceitam proposta do governo e desistem de greve

Michel Faustino
Assembleia da categoria aconteceu na manhã desta quinta-feira (12) na Fetems. (Foto: ACS/Divulgação)Assembleia da categoria aconteceu na manhã desta quinta-feira (12) na Fetems. (Foto: ACS/Divulgação)

Policiais militares e bombeiros decidiram aprovar, em assembleia convocada pela ACS-MS (Associação de Cabos e Soldados da PM e Bombeiro Militar de Mato Grosso do Sul), na manhã desta quinta-feira (12), contraproposta de reajuste apresentada pelo governo do Estado, que concede aumento de 13,1% para o soldado em início de carreira.

Segundo a ACS, o valor concedido para o soldado corresponde a 16,2% de um coronel e até 2018, esse percentual será de 20%, fixado em lei, com os salários acrescidos da correção inflacionária. O abono de R$ 200, oferecido inicialmente pelo governo, deve ser pago já este mês. Os demais benefícios passam a vigorar somente depois de junho.

Conforme a associação, a mudança em relação a última proposta feita pelo Executivo foi o aumento de 0,5%, anualmente até 2018, para os sargentos e subtenentes na verticalização.

O governo do Estado se comprometeu ainda a autorizar abertura de 300 vagas no CFS (Curso de Formação de Sargentos), e outras 30 no CH0, além da formação de um calendário de cursos. O vale alimentação no valor de R$ 100 também ficou mantido, independente do abono.

Contraproposta de reajuste de PM e Bombeiros será entregue já amanhã
Após rejeitar a proposta do Governo do Estado, os policiais e bombeiros militares que se reuniram nesta tarde para debater o reajuste da categoria de...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


Mentira, tudo mentira. Ele já não nos representa faz mais de 3 anos, um presidente de um sindicato que vai contra sua classe, pois obrigaram os cabos e soldados a aceitarem essa miséria de acordo, se é que foi válida essa assembléia. Cadê a valorização da segurança, carro chefe de campanha do governador atual?
 
Srad em 12/05/2016 19:22:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions