A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

28/02/2011 14:38

PM que matou a mulher tenta liberdade menos de 1 mês após o crime

Nadyenka Castro

Juiz ainda não analisou pedido, mas já marcou audiência

Preso desde o último 30 de janeiro, data em que matou a mulher Luciana Chaves Farias, de 35 anos, o policial militar Paulo Cesar Lucas, de 42 anos, agora tenta sair da cadeia.

O pedido de liberdade provisória foi protocolado no início do mês pela defesa do policial e ainda não foi analisado pelo juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri.

A primeira audiência sobre o caso está marcada para as 14h30min de 24 de março. Serão ouvidas 11 pessoas, sendo oito testemunhas de acusação e três informantes. Entre as pessoas que vão prestar depoimento estão policiais civis.

O militar matou a mulher com um tiro no abdômen na madrugada do dia 30. Ela chegou a ser socorrida para atendimento médico, mas não resistiu ao ferimento.

Ele foi preso em flagrante e à Polícia Civil alegou que Luciana chegou ao quarto onde ele dormia e arrombou a porta. Sem saber quem era, ele pegou a arma e disparou contra ela. Já a família de mulher alega que o corpo dela tinha sinais de estrangulamento e sinal de um tiro pelas costas.



que dizer q agente mata depois de um mes posso pedir liberdade como se matasse um cachorro? e ta tudo bem faça se justiça eu fale justiça,porque um cidadao policial nao pode sai por motivo qualquer saindo dando tiro e dizem q nao foi c/ calibre pqno pra vc manusear uma arma qualquer nao e pra gente q nao tem qualificaçao nenhuma mesmo vc na razao pensa 10vezes p/ atira lo.faça se justiça.
 
walter machado em 28/02/2011 03:35:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions