A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

03/01/2012 20:15

PM que matou um e feriu 4 admite tiros, mas alega legítima defesa

Viviane Oliveira

Advogado afirma que o policial só entrou na residência porque ouviu tiros em sua direção, mas não sabia de onde vinham

Carro de Samuel com roupas sobre o capô, que foi quebrado durante a briga.  Carro de Samuel com roupas sobre o capô, que foi quebrado durante a briga.

O soldado da PM (Polícia Militar) Samuel Araujo Lima, 34 anos, preso após matar uma pessoa e ferir quatro numa confusão na madrugada de ano novo, no bairro Pioneiros, admite que entrou na residência onde ocorreu a tragédia atirando, mas diz que foi em legítima defesa. A informação é do advogado de defesa do policial, Ronaldo Franco.

O defensor afirma que o policial só entrou na residência porque ouviu tiros em sua direção, mas não sabia de onde vinham. A casa de Samuel faz fundo com a residência onde os tiros foram disparados.

A primeira informação sobre o caso dava conta de que tudo começou em razão de uma briga de trânsito. O advogado diz que isso não aconteceu.

Segundo ele, o policial estava indo para a casa da noiva, na rua Padre Damião após a meia-noite do dia 1º e, ao reduzir a velocidade de seu veículo, um Fox de cor prata, foi cercado por um grupo de pessoas que começaram a bater com paus e tijolos no capô do veículo.

Assustado, segundo o advogado, o cliente dele saiu do veículo e foi agredido com um pedaço de madeira por outro grupo de pessoas, que estava na parte de trás do seu carro. De acordo com testemunhas, todos os agressores eram da mesma família.

As pessoas foram identificadas como sendo Márcio Pereira Soares, 22 anos, que está preso, Maílson Pereira Meaurio, 22 anos, Maikson Pereira Meaurio, 15 anos e Mateus Quirino Pereira Dias, 16 anos. Os dois últimos foram baleados pelo PM.

Após socos, pontapés e golpes de madeira, conforme afirma o advogado a partir da conversa com o cliente, o cabo da PM correu em direção a uma casa e foi perseguido pelo grupo. Ao se refugiar na residência, conta, ouviu um disparo de arma de fogo em sua direção.

Uma testemunha dos acontecimentos relatou para o advogado, segundo consta do inquérito, que um rapaz que tem a figura de um leão tatuada nas costas, conhecido por “Lyon”, estava armado e gritava que iria matar o PM. Ainda de acordo com a testemunha, "Lyon" é Maílson de 22 anos, filho de Ionar Marília Monteiro, e Wilson Meaurio, 41 anos. No tiroteio, Wilson foi morto pelo policial.

Samuel ainda na viatura do Samu. Ele levou 22 pontos na cabeça e teve duas paradas respiratórias.Samuel ainda na viatura do Samu. Ele levou 22 pontos na cabeça e teve duas paradas respiratórias.

Ligação para irmã - Ainda de acordo com o advogado, após se refugiar em uma casa, Samuel ligou para a irmã, que é policial civil, pedindo socorro. A irmã, Sueili Araujo Lima, chegou atirando com a sua arma, uma pistola .40, que pertence ao estado, para dispersar o grupo.

 

Eles correram para a casa onde havia sido realizada uma festa de réveillon e, conforme o advogado de Samuel, de dentro da casa foi disparado vários tiros contra o PM e a policial civil. Neste momento, segundo o advogado, Samuel temendo pela sua vida e de sua irmã pegou a arma da mão dela e entrou na casa atirando em todo mundo que via pela frente.

Ainda conforme a versão da defesa, Samuel entrou na casa e foi recebido de forma agressiva por Wilson que insinuou estar armado. Ele atirou em Wilson e entrou na casa na tentativa de encontrar os agressores.

Os tiros acertaram a coxa direita de Ionar, que é a ex-mulher de Wilson, em Maikson, Mateus e em Maysson Pereira Meaurio, 10 anos, filho do casal, que não participou da confusão.

O advogado ressalta que com exceção de Wilson que insinuou estar armado, os disparos feitos por Samuel nas outras vítimas foram em direção as pernas. Ele não tinha intenção de matar ninguém.

Samuel levou 22 pontos na cabeça e chegou a sofrer duas paradas respiratórias em conseqüência das agressões sofridas, segundo o Ronaldo Franco.

Outra versão - Na versão das vítimas, a briga começou porque o policial Samuel quase atropelou o grupo e disse que por ser militar ‘podia tudo’. Em seguida, ele e Márcio brigaram e ambos ficaram feridos.

Após a irmã levar a arma para Samuel, ele foi ao local para onde o grupo havia se refugiado, entrou e atirou. Como a festa havia acabado, algumas pessoas já estavam dormindo e mesmo sem apresentarem risco ao policial foram baleadas.

O pedreiro Wilson Meaurio, 41 anos, que não estava envolvido na confusão na via pública, foi atingido por um tiro no lado direito do peito e morreu.

Ionar Marília Monteiro Pereira, de 37 anos, ex-mulher de Wilson, foi atingida na coxa direita, fez cirurgia para retirada do projétil e recebeu alta da Santa Casa no fim da manhã de ontem.



Augusto Oliveira
Seria uma situação, se ele atirasse contra os 2 agressores, no momento da briga, agora entrar numa casa atirando em crianças, mulheres e um cara que nada tinha haver com a briga é ridículo, ele agiu errado, qualquer 1 que não seja parente ou amigo dele consegue perceber isso, ele exagerou foi vingativo atirar em uma criança de 10 é patético e covarde.
 
Carlos Moura em 06/03/2012 09:46:16
...Se estivessem no lugar do Samuel? Ligariam 190, enquanto os cidadãos de bem ameaçavam a sua vida e destruíam seu carro? Não sou corporativista, aliás, odeio isso! Mas, criticar os outros quando se está de longe é muito fácil. Que Deus conforte as famílias e proteja as pessoas de BEM. E que JUSTIÇA seja feita.
 
Augusto Oliveira em 05/03/2012 09:33:32
Com todo respeito, um monte de abobrinha, esses comentários. Vamos avaliar a situação dentro de um contexto geral. Uma briga de trânsito, um PM todo arrebentado de porrada, seu carro destruído... Eu sou PM. Recebi uma ótima formação, tenho um preparo psicológico excelente. E mesmo assim eu n sei qual seria minha reação no lugar do Samuel! E vcs todos q postaram comentários maldosos...
 
Augusto Santos em 05/03/2012 09:27:05
Bela tese a de defesa do sujeito, Legítima defesa contra um menino de 10 anos, contra outro de 15, contra uma mulher e contra um senhor de 41 anos, todos desarmados, exceto talvez, pelo menino de 10 anos que provavelmente estava com uma espada do Heman....
 
Carlos Moura em 23/02/2012 05:48:50
Antes de julgar precisamos, enquanto sociedade, esperar o desfecho do caso, não apenas tomar partido sem fundamento, usando o senso comum. Precisamos parar de hipocrisia quando achamos que faríamos diferente se fossemos agredidos a ponto de quase sermos linchados e ter nosso veículo danificado por atitudes inconsequentes.
 
Waldelis Rezende em 05/01/2012 12:30:28
NAO ESTOU FALANDO QUE NUNGUEM E INOCENTE, MAS EU CONHEÇO O SAMUEL E TODA A SUA FAMILIA , ELE E MEU AMIGO DE INFANCIA, SAO PESSOAS DE BEM ,TODOS TRABALHADORES,UMA PESSOA QUE ESTUDOU SE PREPEROU,AS COISAS PRESCISAM SEREM MELHOR APURADAS , ANTES DE SAIREM TACHANDO O SAMUEL.ELE NAO TOMARIA UMA ATITUDE DESSAS SE FOSSE POSSIVEL.
 
ALESSANDRO BOGADO em 04/01/2012 12:55:02
Do meu ponto de vista, nimguem aborda um veiculo na rua e simplesmente sai acredindo o motorista, à não ser que seja um assalto ou coisa parecida, não quero subjulgar ninguem, mas "ouviu os disparos vindos da recidência, (e foi de encontro com os tiros) entrou na casa atirando para se proteger! Onde ele estava não seria mais facil se proteger doque no logar de onde supostamente vinham os tiros?
 
Leandro Nunes em 04/01/2012 12:47:48
fora policial vc matou um pai de familia
 
milton lopes em 04/01/2012 12:11:26
Que comentario infeliz, o de dona Elza. Estudaram muito para passar? foram 1000 vagas!!! E certamente entrou muita gente despreparada e de psicologico fraco. Um Bambambam de farda e uma arma. E amigos policiais, nao hajam como eles nem os defendam, pois seus familiares sao tbm cidadaos, imagine eles se depararem com o frutos de suas corrupçoes. Não se busca a PAZ?
 
ALESSANDRO GONCALVES em 04/01/2012 11:57:39
Não da pra entender,como assim se defender entrando na casa de onde vinhas os desparos? Então este moço não estava preocupado empreservar a propria via e o garoto de 10 anos que ameaça apresentava,pra levar um tiro?
A verdade é que as pessoas se acham muito com tem uma arma em punho.
Mas que saiu perdendo foi esta familia que perdeu uma vida e ainda os que ficaram tem um trauma pra superar.
 
Luciana Brito em 04/01/2012 11:55:23
Gente, hoje em dia esses menores e q sao os perigosos... eles aprontam e na maioria das vezes nao pagam pelo crime que cometeram... o policial se defendeu, estava certo, logico que nao deveria ter invadido a casa e atirado em todos... mas oa menores nao deveriam ter atacado ele... em um dia que e chamado de confraternizacao universal, e acontece uma fatalidade dessas... mto triste....
 
mara lucia em 04/01/2012 11:28:36
Agora o PM é coitadinho, faça-me o favor né, todo mundo sabe que existe abuso de autoridade por parte do policiais, ainda mais que o PM em questão deveria estar embriagado, pois era festa de reveillon. Então porque não fizeram exame de bafometro nele, afinal, ele estava dirigindo também.
Todos sabemos que as leis só servem para cidadãos comuns nesse país, já para autoridades não é o que acontece!
 
Sergio Padilha Ohland em 04/01/2012 10:54:15
isso nao vai da em nada , conduzir veiculo alcoolizado nao é crime? dar tiro em criança de ponto 40 nao dá nada, estudou muito para fazer esse papelao? tem que ser punido sim , nao esqueça da lei seca tambem... cade o exemplo?
 
sandro silva em 04/01/2012 10:04:49
E? Vamos aos fatos... pericia... no local encontram outros projetei deflagrados que não os dos irmãos policiais? Ele matou um pai de familia e ai? Ptz eles entraram em uma residencia atirando? Se ele atirou nas pernas, qual foi que atingiu o torax? A vitima com certeza se abaixou? Será? Vamos ver onde isso vai dar.
 
silvia dos santos pereira em 04/01/2012 10:04:23
Que me perdoe Da Elza, no caso de pré-julgamento tudo bem... mas no caso de Pré-Tira o seu fora não: Acho que esse PM deveria ser exonerado, condenado judicialmente e ainda condenado a pagar pensão á viúva até o dia em que ela se for! É o mínimo que a justiça poderia impor a esse irresponsável pensando que ainda existe o velho western e tentanto bancar o XERIFE! Não ao CORPORATIVISMO!
 
Roberto Santos em 04/01/2012 09:43:41
Procurem os vizinhos do local, e acharão o fio da meada. Se as "vitimas" são mesmo vítimas ou se acharam o que procuravam.
 
valter oliveira em 04/01/2012 09:22:02
Gente olha o comentario da dona ELZA MARIA FONSECA REIS , me desculpe dona elza , ele ate pode ter educaçao mas nao exito em mata um pai de familia, ali ele nao tava atras de um ladrão ,nem de um pedolfalo, ele entro em uma casa de familia e saiu atirando !
 
hevellin rossany em 04/01/2012 09:15:55
Bom pelo o q deu pra ver ai , o policial tava indo pra casa da namorada ,o grupo de familia q estava parada nao foi com a cara dele e ja saiu quebrando geral!
háa me poupe ne! ninguem sai batendo nos outros sem motivo, esse PM, e a irma dele tem culpa sim , essa historia ta mau contada .
 
hevellin rossany em 04/01/2012 09:12:17
É dona Elza, a Sra.pode até conhecer e defender esses meninos estudiosos, mas isso não dá direito a nenhum ser humano, chegar atirando em tudo q se movimenta, cadê o treinamento acadêmico, ou será q o treinamento é esse mesmo, atire pra matar, depois pergunte.
 
Ubiratam da Rocha em 04/01/2012 09:02:35
POLICIAIS NOVATOS DEVERIAM TRABALHAR COM POLICIAIS ANTIGOS PARA APRENDER AS NORMAS DA INSTITUIÇÃO MAS SEGUNDO MEU VIZINHO QUE É PM, ELES NÃO RESPEITAM ANTIGUIDADE E A INSTITUIÇÃO NÃO VALORIZAM OS ANTIGÕES NÃO PROMOVEM OS SOLDADOS VELHOS PRA POR ORDEM NOS NOVATOS E ELES AINDA SE SOBRESSAEM NA CARREIRA MILITAR DA PM É ISSO QUE DÁ FALTA DE EXPERIÊNCIA DESPREPARO E CONTROLE DA PM!!!!
 
Simone Montannilo em 04/01/2012 08:49:03
Este advogado acredita em contos de fada hein, tenha dó meu, só queria ver se fosse o pai dele, ou irmão que estivesse morto se ele iria ironizar deste jeito, ao parar o carro foi agredido, fala sério, boa parte dos cabos e soldados do ms são mal preparados, não pode pegar uma arma que sobe na cabeça, o cara deu um pal nele ele corre liga para a maninha e sai atirando, lindo essa defesa..........
 
João vicror - Corumbá-MS em 04/01/2012 08:42:15
A princípio, julguei o policial como sendo o lado mau da estória. Mas após saber quem são essas pobres "vítimas indefesas", eu mudei o conceito sobre o PM. Na verdade, só lamento a mulher e o menino de 10 anos serem atingidos. Mas de resto, acredito que o policial estava realmente lidando com bandidos da pior espécie. Estamos acostumados a paulear a polícia, mas devemos abominar os bandidos!!!!
 
Amanda Ribeiro em 04/01/2012 08:21:33
Bom dia está história está muito mau contada, primeiro que o policial agiu errado por ligar pra irmã só por ser policial civil, deveria ter ligado para ciops, mas como ele é policial se achou melhor do que qualquer cidadão que em alguma acontecimento tem que ligar pro 190 para acionar a policia, mesmo que as pessoas tenha agredido ele,nada justifica sair atirando pra todo lado tem que ficar preso.
 
Carlos Eduardo Souza em 04/01/2012 07:56:18
O advogado faz de tudo para defender seu cliente, mas não é bem essa versão que as testemunhas presenciaram.
 
Anderson souza em 04/01/2012 07:54:29
Segundo esse advogado, se alguém atira de dentro de uma casa em voce, a atitude mais obvia e sensata é entrar nessa casa atirando em tudo: gato, cachorro, crianças...
 
Athaide Romero em 04/01/2012 07:11:07
Nada justifica o policial entrar atirando na resindência das vitimas, só mostra o despreparo desse policial e de sua irmã também policial, automaticamente ela deveria ter comunicado o fato a policia militar ou civil pedindo ajuda, nada justifica atirar numa criança de 10 anos. São policias treinados para defender a população e não para causar pânico a sociedade.
 
Eliane Meza em 04/01/2012 06:52:02
Nossa mais um caso que envolve um policial despreparado, oque mais intriga é que ele não ligou no 190 que era o mais correto e é oque ensinam na academia, mas ligou para a irmã outra policial despreparada que por se tratar de um familiar a emoção dela foi mais forte, correto isso né, e o policial invadiu a residencia, atirou em um monte de pessoas e só depois de matar uma passou mau, estranho!
 
Valdir Junior em 04/01/2012 05:42:06
engraçados falam em mal preparados, se defender é mal preparo??? ligar para o 190 se tem irmaos policial?? o cara estava sendo espancado e voe acha que nao iria pedir apoio?? Sangue é sangue. Eu com certeza faria o mesmo. E tem outra tem muita gente fazendo comentarios sem ter noção... sera que o policial se bateu, se espnacou sozinho e depois resolvel atirar??? claro que ele foi provocado.
 
alex souza em 04/01/2012 05:00:07
OLHA O CARRO DO RAPAZ??? ELE FOI AGREDITO NÃO MORREU PORQUE DEUS PROTEGEU...
VOCÊ APONTAM FALAM DE DESPREPARO, QUERO VER SE FOSSE COM VOCÊS, ELE ESTA MAL DE SAUDE , PRESO, E VOCES ESTÃO BRINCADO DE DEUS PARA JULGAR OREM PELAS FAMILIAS, BANDO DE MARIA FOFOQUEIRAS.
ENTREGUEM AS DUAS FAMILIAS NA MÃO DE DEUS.
QUE OS HOMENS DA JUSTIÇA A QUEM É CABIDO FAÇA JUSTIÇA.
E NÃO NOS QUE NEM ESTAVAMOS LÁ.
 
Angela de Souza Coutinho em 04/01/2012 04:59:59
Se o policial não sabia donde vinham os tiros, qual o motivo de entrar justo naquela residência?
Talvez o menor de 10 anos estaria atirando com sua arma d'água em direção dele...o que não justifica a violação de domicílio,o abuso de poder, o homicídio e as outras quatro tentativas. Reprovável a atitude desse policial militar que não condiz com a de um integrante da gloriosa PM de MS. Vergonha.
 
João de Deus em 04/01/2012 02:26:57
É como se diz, todo B.O. tem pelo menos 3 versões: a minha, a sua e a verdadeira... Caberá à justiça determinar quem errou menos e punir a todos. Duas verdades não podem ser mudadas pela justiça: a primeira, é o fato de o sr. Wilson perdeu a vida; a outra, é que a decisão dela (da justiça) depende, em parte, do Inquérito Policial, como o próprio nome mostra, feito pela polícia. Vai daí...
 
arthur donavann em 03/01/2012 11:03:12
claro, claro... faltou esse advogado dizer também que papai noel estava no grupo e atiçava suas renas sobre o pobre policial...
Que história mais mal contada.
 
Ricardo Griao em 03/01/2012 10:35:34
que policiais bem preparados que temos em nosso estado hein!!!! caramba com policiais como esses não precisamos nem de inimigos. belos irmãos unidos até no crime. beleza é assim que funciona resta saber na hora do perigo em quem iremos confiar.
 
neuza camargo em 03/01/2012 10:34:26
Grande declaração do advogado, ele entrou atirando em todo mundo pois temia pela sua vida, será que outros não temiam mais ainda? Será que o garoto de 10 anos é tão perigoso assim? Parece mesmo é um filme de pistoleiros, Western, tipo cavaleiros do apocalipse, aonde vamos para deste jeito!!!!!
 
Cláudio Roberto de Oliveira em 03/01/2012 10:18:33
cercado e agredido na rua sem explicação, atirando criança de 10 anos desarmada,huuum ... me desculpe ou estava embreagado ou não tem condição emocional pra ser policial.
 
antonio oliveira em 03/01/2012 10:14:49
Agora todos que dispararem e tirarem vidas de pessoas inocentes e deixarem marcas para sempre nas pernas de mais inocentes podem alegar que foi em legitima defesa.Parabéns policial...a vc e sua irma que trabalham para seguranças das pessoas...merecem uma medalha de honra ao mérito.Isso é uma vergonha...
 
ANGELO PIMENTEL em 03/01/2012 09:30:10
Na hora da briga ninguém pensa nas consequências. Como estes menores estavam dormindo, sendo que eles participaram da confusão? Aí quando morre alguém da parte deles a culpa é somente do policial, que apanhou um monte.
 
Patricia Gomes em 03/01/2012 09:27:59
Policiais despreparados e covardes, fizeram justiça com as próprias mãos, se esqueceram do que aprenderam na academia. Qualquer cidadão que levasse a arma para seu irmão matar outra pessoa estaria preso como co-autor do assassinato. Será que eles não tem o número da polícia??? Que absurdo.
 
Jose Carlos em 03/01/2012 09:23:05
O que mais me causa estranheza é que, sendo policial e estando em perigo, por que o policial/vítima não ligou para o número 190? Por que ele é policial e, pode fazer o que quiser? Ele pode invadir uma casa atirando em crianças e mulher em suas pernas, sem a intenção de matar? Seria bom avisar ao policial/vítima que tiro na perna também mata e tem uma vítima que pode perder os movimentos da perna.
 
JULIANA MODESTO em 03/01/2012 08:05:22
Eu, conheço esses meninos, e sei da educaçao deles, muitas pessoas tem inveja deles, e jamais ele teria feito isso se nao tivesse motivo, sao meninos muito estudiosos estudarao muito para estar dentro da estituiçao policial, eu acho que ele "nao" deveria ser exonerado da PM no mundo que estamos so o policial e o "Ruim" os bandidos sem numa boa para fazer a maldade essa e a nossa "Lei"...
 
elza maria fonseca reis em 03/01/2012 08:01:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions