A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

11/02/2016 12:43

Polícia encontra carro usado em homicídio e prende foragido da Justiça

Viviane Oliveira
Carro com placa adulterada foi apreendido. (Foto: Fernando Antunes) Carro com placa adulterada foi apreendido. (Foto: Fernando Antunes)

O carro usado para levar a manicure Jennifer Nayara Guilhermete de Moares, 22 anos, até a Cachoeira do Céuzinho, em Campo Grande, onde foi assassinada no dia 16 de janeiro, foi localizado pela polícia em um bairro da Capital. O homem que guardava o veículo foi preso porque estava foragido do semiaberto de Três Lagoas, município 338 quilômetros da Capital.

Ele não tem participação no crime e relatou que o marido de Gabriela Antunes dos Santos, 20 anos, principal suspeita de ter cometido o homicídio e que ainda está foragida, havia deixado o carro na casa dele.

Conforme o delegado Alexandre Evangelista, responsável pela investigação, o veículo Sonic, de cor branca de placa de São Paulo, foi localizado no dia 29 de janeiro, 13 dias após o crime e há indícios de adulteração.

No documento a placa é de São Paulo, mas o carro foi encontrado com a tarjeta de Campo Grande. “É mais uma prova contra Gabriela. Foi feito laudo pericial para saber se o veículo foi adulterado e se há outra irregularidade”, detalha. O carro está em nome de uma terceira pessoa, que também, por enquanto não tem nada a ver com o caso.

O crime - Além de Gabriela, mais duas pessoas são acusadas de participação no homicídio. Emylly Karoliny Leite, 19 anos, está presa e uma adolescente apreendida.

A manicure Jennifer foi encontrada morta no sábado (16) na cachoeira do Céuzinho, região do Inferninho, a 800 metros da MS-080, saída para Rochedo. Ela foi morta a tiros e seu corpo jogado de uma altura de 25 metros. A vítima foi resgatado após 4 horas de trabalho dos bombeiros.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions