A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

24/01/2016 09:14

Polícia prende 2º suspeito de estuprar e matar moradora da Capital no PR

Luana Rodrigues
Retrato falado do primeiro preso suspeito de matar a moradora da Capital (Foto: divulgação)Retrato falado do primeiro preso suspeito de matar a moradora da Capital (Foto: divulgação)

A polícia prendeu no fim da tarde deste sábado (23), o segundo suspeito de ter estuprado e matado Rosimeire Oliveira de Souza, 31 anos. A vítima, atualmente morava em Campo Grande, mas o crime ocorreu em Sarandi (PR), onde ela estava para visitar a mãe. Ontem pela manhã, a polícia já havia prendido um homem que teve o retrato falado divulgado, mas a identidade não foi revelada. A polícia havia considerado a participação de um terceiro homem, mas a possibilidade foi descartada.

Conforme do portal O Diário. com, de Maringá, o segundo suspeito foi preso após a polícia interrogar o primeiro homem detido. O jovem teria negado o crime por horas, mas se contradisse por várias vezes e depois acabou confessando e entregando o comparsa, preso na periferia de Sarandi.

Segundo o portal de notícias, o rapaz disse ao delegado responsável pelo caso, Reginaldo Caetano, que não tinha a intenção de matar a vítima, apenas fazê-la desmaiar para praticar o estupro. Ele teria afirmando ainda que estava bêbado e drogado quando invadiu a casa.

Ainda conforme O Diário.com o jovem que foi preso após ter o retrato falado divulgado estava detido por roubo até a última quarta-feira(20), mas foi liberado pela Justiça em audiência de custódia. Dois dias depois de ser solto o rapaz teria matado Rosimeire.

Investigadores ainda irão fazer um exame de DNA para comprovar que os suspeitos estão realmente envolvido no crime, já que até agora a polícia tem em mãos apenas a semelhança com o desenho, feito por um perito da PF (Polícia Federal). “Ainda não temos provas suficientes para confirmar o seu envolvimento”, afirmou o delegado em entrevista ao jornal local.

A identidade dos suspeitos ainda não foi divulgada para não atrapalhar as investigações. Os responsáveis pelo caso não descartam que o trio já havia feito contato com as vítimas anteriormente.

O crime – Rosimeire estava na casa da mãe dela junto com uma sobrinha de 12 anos e outras três crianças. Um dos bandidos conseguiu entrar no imóvel pela janela da cozinha e abriu a porta para o comparsa entrar.

A primeira moradora a ser rendida foi uma mulher de 57 anos, que foi ameaçada com uma faca e amarrada.

Em seguida, a dupla acordou Rosimeire a pancadas e obrigou ela a tirar a roupa. Ela e a sobrinha de 12 anos foram então estupradas. A polícia suspeita que a tia tenha sido violentada ao tentar impedir o abuso. Após a agressão, a mulher foi morta por esganadura.

O ataque, conforme a imprensa local, durou cerca de meia hora. Os bandidos fugiram levando dinheiro e eletroeletrônicos.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions