A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/10/2014 15:54

Polícia segue sem pistas de ladrões que arrombaram caixas eletrônicos no Estado

Alan Diógenes
Polícia ainda não tem pistas de ladrões que arrombaram caixa na Capital. (Foto: Marcos Ermínio)Polícia ainda não tem pistas de ladrões que arrombaram caixa na Capital. (Foto: Marcos Ermínio)

O Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros) ainda não têm informações ladrões que arrombaram um caixa eletrônico do Supermercado Legal, situado na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Grande. O crime aconteceu no dia 03 deste mês e a polícia aguarda o resultado dos exames periciais para dar continuidade nas investigações.

De acordo com delegado Alberto Rossi, os ladrões sempre agem em grupo e planejam a ação antes de executa lá. “Eles já estudam o local antes da invasão. As técnicas utilizadas são sempre as mesmas, maçaricos, serras ou explosivos são usados para abrir os caixas”, explicou.

Segundo o delegado os bandidos são de outros estados como Paraná, Mato Grosso e Santa Catarina. “Esse tipo de crime cresceu e muito nos últimos três anos no Estado, por que ladrões de fora enxergam como alvo estados menores como o Mato Grosso do Sul”, destacou.

O delegado só não soube dizer como andam as investigações de casos semelhantes pelo interior do Estado. “Isso cabe os delegados deste lugares informar”, mencionou.

Outros crimes - No dia 4 de setembro homens armados explodiram um caixa instalado na conveniência de um posto de combustíveis, em Chapadão do Sul, a 321 quilômetros de Campo Grande. No dia 5 de junho, três homens encapuzados invadiram um supermercado localizado na área central de Inocência, município localizado na divisa com o Goiás.

Dois dias depois, fato semelhante ocorreu em Aral Moreira, cidade a 364 quilômetros de Campo Grande e que faz fronteira com o Paraguai. Na madrugada de 2 de julho foi a vez de Bela Vista, a 322 quilômetros da Capital, também fronteira com o Paraguai. Quatro homens fortemente armados entraram em um agência do Banco do Brasil, no centro, e explodiram os caixas, fugindo com certa quantia de dinheiro.

No dia 4 do mesmo mês, em Corumbá, fronteira com a Bolíva, dois homens utilizaram dinamites para tentar explodir os caixas. Um dos explosivos falhou e as máquinas sofreram danos, mas não foram abertas. Em Bela Vista, no dia 2 de setembro. Na ocasião, cinco homens teriam destruído os caixas eletrônicos de uma agência bancária.

Nenhum dos crimes foi elucidado até o momento, mas segundo o delegado Alberto Rossi, mais de um grupo de ladrões especializados em roubos a bancos atua no Estado.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions