A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

05/01/2012 20:03

Polícia volta com testemunhas a local onde cinco foram atropelados

Paula Maciulevicius e Viviane Oliveira

Os depoimentos de maior peso para as investigações serão das vítimas que continuam internadas, Polícia aguardo laudo do local

Com a ida a rua Brilhante, delegado afirmou já ter noção do que aconteceu no local. (Foto: Simão Nogueira)Com a ida a rua Brilhante, delegado afirmou já ter noção do que aconteceu no local. (Foto: Simão Nogueira)

O delegado Valmir Moura Fé, responsável pela investigação do atropelamento de cinco pessoas na madrugada do último sábado, voltou ao local na tarde de hoje, acompanhado do taxista Aparecido Maciel, 57 anos e Maximiller de Jesus Lima, 21 anos, para entender a dinâmica do acidente.

Os dois também foram vítimas do acidente. Eles e o condutor não habilitado, que atropelou as pessoas na calçada, Rafael Freitas Silva, 18 anos, já foram ouvidos pela Polícia.

Segundo o delegado, os depoimentos de maior peso para as investigações serão das vítimas que continuam internadas na Santa Casa.

Com a ida a rua Brilhante, cenário do acidente que fez cinco vítimas, a Polícia consegue ter noção do que aconteceu no local.

O inquérito tem 30 dias para encerrar e por enquanto Rafael será indiciado por tentativa de homicídio com dolo eventual, ao pegar o carro sem habilitação, embriagado e em alta velocidade. “Ele assumiu o risco de produzir o resultado”, explica Moura Fé.

O carro que Rafael dirigia, um Fiat Uno está no nome da mãe do jovem, que também será ouvida pela Polícia e caso seja constatado que houve negligência, ela pode ser responsabilizada por autorizar pessoa não habilitada a dirigir.

De acordo com a Polícia, Rafael disse que pegou o carro escondido durante a madrugada. O delegado aguarda o laudo da perícia do local do acidente e deve ainda ouvir 10 pessoas.

Vítimas - Quatro das cinco vítimas que foram atropeladas quando estavam na calçada, na madrugada do dia 31, na rua Brilhante, continuam internadas, na Santa Casa de Campo Grande, um deles está em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Wanderley Roberto da Silva, 31 anos, permanece internado na UTI respirando por aparelhos e o estado de saúde inspira cuidados. Maria Cleuza da Costa Cordeiro, 45 anos, já teve alta da ortopedia, neurologia e agora aguarda alta do clínico geral. O estado de saúde dela é estável.

Edilson Quadros Leite, 44 anos, ainda deve passar por uma cirurgia na face na próxima terça-feira e Adrieli Hevi de Melo Vaz, 19 anos, já passou por uma cirurgia e nesta sexta-feira deve operar a perna esquerda.

O Caso - Eles foram atropelados por um Fiat Uno, quando saíam de uma lanchonete. O motorista do veículo, Rafael Freitas Silva, de 18 anos, que além de não tinha CNH (Carteira Nacional de Habilitação), admitiu que havia bebido cerveja.

Rafael permaneceu no local do acidente, foi ouvido pela Polícia Civil e depois liberado. Ele se negou a realizar o teste do bafômetro e não foi feito auto de constatação da embriaguez.

Segundo testemunhas, o Uno vinha em alta velocidade quando o condutor perdeu o controle do veículo ao tentar ultrapassar um táxi, que trafegava no mesmo sentido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions