ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  25    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Por dívida trabalhista, Tênis Clube vai à leilão por R$ 2,2 milhões

São 10 hectares avaliados em R$ 4,5 milhões

Por Mirian Machado | 16/09/2021 14:55
Espaço de dez hectáres é avaliado em R$ 4,5 milhões. (Foto: Marmos Maluf)
Espaço de dez hectáres é avaliado em R$ 4,5 milhões. (Foto: Marmos Maluf)

Depois de várias tentativas, pode ir finalmente a leilão na próxima quarta-feira (22), o prédio do Tênis Clube, um dos mais tradicionais pontos de lazer de Campo Grande. O leilão cumpre decisão da 2ª Vara do Trabalho. São 10 hectares à venda, na Avenida Euler de Azevedo, com lance inicial de R$ 2,2 milhões.

A área construída conta com cerca de 7 mil m², com salão de festas e dependências para eventos sociais, portaria, duas casas destinadas ao departamento administrativo, 26 quiosques com pias e churrasqueiras, 7 piscinas, sendo 4 grandes e 3 pequenas.

Além de 2 ambientes para restaurantes, 1 parque recreativo para crianças, área para biribol, quadra de tênis, pista de bocha, campos de futebol, casas e quadra de squash.

O espaço é avaliado em R$ 4,5 milhões e o leilão é realizado pela leiloeira Maria Fixer. 

Segundo a atual direção do Tênis Clube, os advogados já entraram com recurso para evitar o certame.

Em 19 de março de 2019, outra decisão havia ordenado a venda, mas 4 dias depois a atual diretoria conseguiu reverter o leilão.

A decisão cumpre decisão judicial para apagar dívida de R$ 80 mil com o antigo advogado do clube, Mário Roberto de Souza, que prestou serviços por anos sem receber honorários. Em 2019, o valor ultrapassava os R$ 200 mil.

Recentemente, o clube investiu em reestruturação e reabriu para associados e convidados, pelo valor de R$ 40 pelo passaporte diário.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário