ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JUNHO, QUINTA  20    CAMPO GRANDE 32º

Capital

Preço de exames em laboratórios variam mais de 1.000% na Capital

Nenhum dos 110 itens verificados obteve variação de preço inferior a 100%

Liana Feitosa | 30/05/2022 14:06
Fiscais durante trabalho de fiscalização na Capital. (Foto: Arquivo - Procon/MS)
Fiscais durante trabalho de fiscalização na Capital. (Foto: Arquivo - Procon/MS)

Equipe do Procon/MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) elaborou levantamento de preços praticados em 17 laboratórios de análises clínicas em Campo Grande para verificar o valor cobrado por abordando 110 diferentes tipos de serviços.

De acordo com o órgão, nenhum dos 110 itens verificados obteve variação de preço inferior a 100%, o que expressa claramente a importância da pesquisa de preços antes de contratar um serviço.

Foram identificadas variações que ultrapassam 1.000% em exame de CK MB, específico para detecção de enzima no músculo do coração, capaz de diagnosticar ataque cardíaco. Nesse caso específico, os valores cobrados foram de R$ 163,25 no laboratório Sabin, que fica na Rua Rui Barbosa, 3296, Centro, e de apenas R$ 10,00 para o mesmo exame no laboratório Ultralab, que fica na Rua Barão do Rio Branco, 2050, também no Centro.

A menor variação foi encontrada no exame beta qualitativo, cujo preço mais alto é cobrado no Labclin, que fica na Rua Cândido Mariano, 1964, Centro, por R$ 451,30. Já no Labminei, localizado na Rua Rui Barbosa, 3956, Bairro São Francisco, o valor é bem mais em conta: R$ 20,00, o que expõe diferença de 106,50% entre os valores cobrados pelo mesmo serviço.

A pesquisa completa, com todos os detalhes, pode ser verificada neste link aqui.

Nos siga no Google Notícias