A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

07/04/2014 22:26

Prefeito discute com membros do Ministério de Saúde do Congo ações contra a Aids

Alan Diógenes
Africanos querem desenvolver projetos de combate à Aids no Brasil. (Foto: PMCG)Africanos querem desenvolver projetos de combate à Aids no Brasil. (Foto: PMCG)

O prefeito Gilmar Olarte (PP) e o secretário municipal de Saúde, Dr. Jamal Mohamed Salem, receberam na tarde desta segunda-feira (7), representantes do Ministério da Saúde do Congo que vieram para conhecer projetos desenvolvidos pela prefeitura de Campo Grande no combate e prevenção à DST/Aids, hepatites virais, abuso de álcool e gravidez precoce. O encontro aconteceu no gabinete da Esplanada Ferroviária, na Capital.

Os representantes do país africano manifestaram durante a visita um grande interesse em implantar os projetos no seu país. “O Sistema Único de Saúde (SUS) é uma referência para os países africanos. É muito importante conhecermos estes projetos porque o Congo, hoje, apresenta uma saúde pública voltada para o combate de doenças sexualmente transmissíveis. O sistema de saúde do nosso país passa por uma reforma e, por isso, viemos até Campo Grande para conhecermos esses projetos e implantar no Congo”, destacou Achiles Lanzy, chefe da delegação dos representantes do Ministério da Saúde do Congo.

Para o secretário de Saúde, ter reconhecimento em outros países é essencial. “Essa visita é de extrema importância, ficamos satisfeitos, primeiramente, pelo reconhecimento de projetos na área da saúde, segundo por repassar nossa experiência e nosso trabalho para um país amigo como o Congo que tem necessidade de um trabalho maior nessa área de DST e gravidez precoce”, ressalta Dr. Jamal.

O prefeito também se mostrou contente com a repercussão positiva dos projetos, mas lembrou que a Capital ainda tem o que melhorar na área da saúde. “Sabemos que temos problemas e que precisamos avançar, mas em relação a outros países, principalmente para o Congo que é um país em pleno desenvolvimento somos uma referência e isso é muito bom para a autoestima do campo-grandense”, concluiu Gilmar Olarte.

Amanha os africanos estarão na UFMS (Universidade Católica Dom Bosco), às 8h. Dois respresenntantes do ministério irão promover uma interação com universitários. Um teatro será apresentado para os estudantes com o objetivo de alertá-los sobre o uso do preservativo. O evento acontecerá no auditório do labotaróio de analises clínicas e conta com a parceira do SPE (Serviço de Prevenção Escolar).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions