A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

28/03/2012 17:18

Prefeito renova com Flexpark e prevê que receita vá só para o trânsito

Wendell Reis

Contrato foi renovado por mais 10 anos, com garantia de aumento dos postos de venda

Empresa terá 90 dias para revitalizar parquímetros, incluindo pintura. (Foto: João Garrigó)Empresa terá 90 dias para revitalizar parquímetros, incluindo pintura. (Foto: João Garrigó)

A Prefeitura de Campo Grande confirmou a renovação do contrato com a empresa Flexpark, que controla o serviço de estacionamento na região central da Capital. A confirmação foi feita pelo prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) na tarde desta quarta-feira (28). O prefeito explicou que exigiu melhorias em várias questões, lembrando que a renovação ocorreu para evitar transtornos.

O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), Rudel Trindade, explica que participou de uma reunião com o prefeito, que aprovou a renovação e estabeleceu novos itens, aprimorando o serviço.

A principal mudança do prefeito no contrato de 10 anos, sem nenhum valor de outorga, está na destinação de 28% dos 220 mil arrecadados pela empresa. O montante, que fica entre R$ 60 e R$ 70 mil, será investido em educação e segurança no trânsito, para garantir a aplicação no setor social. Antigamente o valor era destinado para investimentos em geral.

Rudel explica que a prefeitura também solicitou aumento no número de estabelecimentos credenciados para venda do serviço. Nas quadras onde nenhum estabelecimento for credenciado, a empresa terá que disponibilizar um operador para fazer a venda.

Os operadores terão que ficar responsáveis por no máximo 50 vagas. Além disso, a empresa se comprometeu a fazer uma revisão geral no prazo máximo de 90 dias. A revisão inclui pintura, adesivos e placas. Segundo Rudel, o repasse de 28,5% que a Prefeitura recebe é um dos maiores do País. Atualmente na Capital, 300 mil usuários utilizam os serviços do estacionamento eletrônico, que disponibiliza 2.300 vagas e emprega 55 funcionários. O valor cobrado pelo serviço é de R$ 1,50 por hora estacionada, mas o usuário paga só os minutos que utilizar.



vamos cobrar gente!!! algumas coisas tem que melhorar né!!
 
daniela rodrigues em 29/03/2012 12:27:11
Sem contar quando o equipamento indica um lugar de venda e o local nem existe mais ou nem está mais vendendo os créditos. Perigoso ser multado por ficar procurando um local de venda. Indignante!!!
 
Carla E. Franco em 28/03/2012 10:56:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions