A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

13/09/2014 11:53

Prefeito vê abuso da Enersul em favela e ameaça ir à Justiça contra corte

Ludyney Moura e Lidiane Kober
Prefeito Gilmar Olarte promete entrar na justiça contra concessionária de energia (Foto: Marcos Ermínio) Prefeito Gilmar Olarte promete entrar na justiça contra concessionária de energia (Foto: Marcos Ermínio)
Geradores foram emprestados por empresários que tiveram compaixão por moradores de favela (Foto: Marcos Ermínio) Geradores foram "emprestados" por empresários que tiveram compaixão por moradores de favela (Foto: Marcos Ermínio)

O prefeito Gilmar Olarte (PP) prometeu processar a Enersul pelo corte no fornecimento de energia à favela Cidade de Deus, no Bairro Dom Antônio Barbosa, região do sul da cidade.

Olarte revelou que se reuniu ontem, sexta-feira (12), com diretores do grupo Energisa, que assumiu o controle da Enersul este ano, e de acordo com o prefeito eles não demonstraram “boa vontade” em religar a energia elétrica na favela.

“Saiu o combinado que só será religado na segunda-feira (15). Eles disseram que vão entrar rasgando em mais 17 pontos. Quem eles pensam que são? Chegaram aqui a pouco tempo e querem ditar as normas”, disse Gilmar Olarte.

O prefeito citou o princípio de razoabilidade ao justificar o pedido de religação de energia para as famílias que moram na favela Cidade de Deus. “É legal o que eles (Energisa) estão fazendo? (acabar com os gatos e desligar a energia no local) Sim. Mas, é razoável deixar as famílias com crianças sem condição de digna vida?”, questionou.

Gilmar Olarte destacou que a prefeitura já está preparando uma representação contra a concessionária de energia elétrica e deve acionar a justiça no começo da próxima semana. “Vamos enfrentar a Energisa. Vamos enfrentar esse abuso”, finalizou o prefeito.

Ele também revelou que os dois geradores levados até o local pela prefeitura foram doados por empresários da Capital, que se sensibilizaram com a situação dos moradores, sem luz desde a última quinta-feira (11). De acordo com o prefeito, os equipamentos, que chegaram no início da madrugada, foram disponibilizados gratuitamente e devem ficar no local até a próxima segunda-feira (15).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions