A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

09/06/2015 16:08

Prefeitura adianta repasse e Santa Casa paga funcionários com 4 dias de atraso

Ricardo Campos Jr.
Funcionários planejaram movimento no começo da tarde desta terça (Foto: Fernando Antunes)Funcionários planejaram movimento no começo da tarde desta terça (Foto: Fernando Antunes)

A prefeitura depositou R$ 10 milhões na conta da Santa Casa de Campo Grande para que o hospital pudesse pagar os salários dos funcionários, que estão atrasados há quatro dias. Segundo a assessoria da unidade, o dinheiro já foi repassado aos trabalhadores, que ameaçaram entrar em greve nesta quarta-feira caso não recebessem.

Segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), o valor foi retirado dos cofres públicos e deverá ser reposto quando o Ministério da Saúde fizer o repasse mensal para o município. A prática, segundo o órgão, é comum, tendo em vista que a verba federal geralmente cai entre o dia 12 e 15 de cada mês.

Essa verba resolve parcialmente a polêmica envolvendo a prefeitura e o maior hospital de Mato Grosso do Sul. Segundo a assessoria da instituição, o contrato com a prefeitura venceu no domingo e aguarda-se uma posição do poder público para definir como será dada continuidade nos serviços prestados pela unidade.

O município solicitou ao estado que complemente a verba. O governo condicionou a ajuda a uma auditoria nas contas da Santa Casa, que já foram concluídas e não tiveram os resultados divulgados.

A ABCG (Associação Beneficente de Campo Grande), entidade mantenedora do hospital, também quer um contrato a longo prazo com cláusulas de reajuste anuais pré-determinadas.

Na quinta-feira, segundo ela, está marcada reunião entre dirigentes da Santa Casa, conselheiros municipais de saúde, Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), SES (Secretaria Estadual de Saúde) e deputados estaduais para tentar colocar um ponto final no impasse.

A vice-presidente do Siems (Sindicato dos Enfermeiros de Mato Grosso do Sul), Helena Delgado, afirma que a entidade irá levar quatro ônibus lotados de trabalhadores para acompanhar as negociações e pressionar por uma solução.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions