A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

07/04/2014 10:39

Prefeitura agenda reunião e moradores suspendem protesto na Guaicurus

Francisco Júnior e Viviane Oliveira
Superintende durante reunião com os moradores. (Foto: Marcelo Victor)Superintende durante reunião com os moradores. (Foto: Marcelo Victor)

O protesto que bloqueava a avenida Guaicurus, região do bairro Campina Verde, em Campo Grande, foi encerrado pelos moradores com a chegada do superintende da Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação), João Dimas Martins Gomes. As duas pistas da avenida no cruzamento com a Rua Filomena Segundo Nascimento ficou interditada por cerca de quatro horas.

Antes da chegada do superintende, o vereador Coringa (PSB) esteve no local e foi espezinhado por alguns moradores que participavam do protesto. “Você não me representa, não votei em você, você é um Zé ninguém, queremos o secretario de obras”, disse um dos manifestantes. Mesmo com as ofensas, o parlamentar ainda tentou acalmar os ânimos no local.

João Dimas explicou resumidamente a situação em que está o processo para o início das obras na avenida. “O que existe agora é problema burocrático”, afirmou. “O contrato já foi licitado, tem três lotes, o quarto foi embargado (ciclovia). O contrato está em fase de elaboração entre a empresa e prefeitura. É isso o que falta para as obras começarem na avenida”, explicou.

Em um caderno, o superintende anotou o nome e o telefone de seis moradores para uma reunião amanhã, onde ficou de apresentar os detalhes da obra e a data para que ela comece. reunião vai acontecer às 7h30 na sede da secretária.

Vereador Coringa (camisa rosa) foi espezinhado ao tenar conversar com os moradores. (Foto: Marcelo Victor) Vereador Coringa (camisa rosa) foi espezinhado ao tenar conversar com os moradores. (Foto: Marcelo Victor)

Durante a conversa, os moradores elencaram os inúmeros problemas da avenida e dos bairros da região. Para mostrar in loco, levaram João Dimas no cruzamento da rua Salomão Abidala com a Guaicurus. No local há uma escola e vários comércios, porém não conta nem com faixa de pedestre.

O superintende garantiu que vai entrar em contato com a Agetran (Agência Municipal de Trânsito) para que, antes do início da obra, seja colocado quebra-molas e pintadas faixas de pedestres nos pontos mais críticos. A

No protesto desta manhã, dezenas de moradores queimaram centenas de pneus para bloquear a avenida. A fumaça preta produzida pela queima era vista de longe.

A maior reclamação é com relação aos inúmeros buracos no prolongamento da Guaicurus. Como a via é ligação para vários bairros populosos, o trânsito é intenso no local. Em dias de chuva a situação fica complicada. A Guaicurus se torna uma verdadeira armadilha para os condutores. Boa parte da avenida fica alagaga e os buracos cobertos pela enxurrada.

A obra toda está orçada em R$ 9 milhões.

Avenida ficou interditada por cerca de 4 horas. (Foto: Marcelo Victor)Avenida ficou interditada por cerca de 4 horas. (Foto: Marcelo Victor)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions