ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUARTA  10    CAMPO GRANDE 

Capital

Prefeitura articula retomada de pista de atletismo do Parque Ayrton Senna

Anúncio foi feito durante assinatura da licitação para revitalização do Parque Jacques da Luz

Por Adriano Fernandes e Humberto Marques | 18/08/2018 15:31
Marquinhos comentou sobre o projeto durante agenda, esta tarde, no Jacques da Luz. (Foto: Henrique Kawaminami)
Marquinhos comentou sobre o projeto durante agenda, esta tarde, no Jacques da Luz. (Foto: Henrique Kawaminami)

A prefeitura de Campo Grande articula em Brasília a retomada das obras da pista oficial de atletismo no Parque Ayrton Senna, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande.

O anuncio da obra permeia 23 anos, passando por várias gestões, sem sair do papel e chegou a ser encaminhada ao Ministério do Esporte no ano passado, mas foi novamente paralisada durante a saída de Leonardo Picciani (MDB-RJ) do Ministério.

Atualmente, no entanto, o projeto está na “mesa do atual ministro”, adiantou o prefeito Marquinhos Trad (PSD). “O Picciani saiu do ministério, entrou o atual e já esta em cima da mesa dele os pedidos para a conclusão da pista de atletismo do Parque Ayrton Senna”, comentou.

Se autorizada à destinação dos cerca de R$ 7 milhões equivalentes a obra, a Capital terá a primeira obra de atletismo de Mato Grosso do Sul a ter piso emborrachado, dentre outras tecnologias para o treino de atletas de auto rendimento.

Reforma das piscinas do complexo aquático terão atenção especial. (Foto: Henrique Kawaminami)
Reforma das piscinas do complexo aquático terão atenção especial. (Foto: Henrique Kawaminami)

“Tivemos uma série de problemas no decorrer desse projeto, mas há todo um conjunto de esforços para retomada da obra. Se tudo correr bem vamos a anunciar em breve”, acrescentou o diretor-presidente da Funesp (Fundação Municipal de Esporte e Lazer), Rodrigo Terra.

O anunciou foi feito nesta tarde (18) durante a solenidade de assinatura da licitação para revitalização do Parque Jacques da Luz, nas Moreninhas. Outro projeto ambicioso que integra o plano de reformas dos principais parques da Capital.

Orçada em R$ 1,6 milhão a obra vai revitalizar toda a estrutura do parque em especial o complexo aquático que há anos padecia pelo abandono. “Vamos reformar os banheiros, readequar salas para a prática de esportes, jogos, balé. Mudar a parte hidráulica, elétrica. É uma grande reforma”, explicou Terra. A previsão, ainda inicial, é de que a reforma seja concluída em maio de 2019.

Diferente das revitalizações do Guanandizão e Belmar Fidalgo, por exemplo, que contaram com apoio do Governo do Estado e iniciativa privada, respectivamente, no Jacques da Luz os recursos são apenas municipais.

Nos siga no Google Notícias