ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, QUINTA  04    CAMPO GRANDE 24º

Capital

Prefeitura corrige e toque de recolher volta às 22h

Com isso, não haverá conflito de horários entre decretos municipal e estadual

Por Liniker Ribeiro | 20/01/2021 17:25
Cruzamento, no Centro de Campo Grande, durante horário do toque de recolher (Foto: Gabriel Marchese)
Cruzamento, no Centro de Campo Grande, durante horário do toque de recolher (Foto: Gabriel Marchese)

A Prefeitura de Campo Grande voltou atrás e decidiu manter o toque de recolher entre às 22h e 5h. A nova determinação será publicada em edição extra do Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande), na tarde desta quarta-feira (20), e vale até dia 6 de fevereiro.

Mais cedo, publicação em Diário Oficial indicava diminuição do horário de vigência da medida em uma hora. Dessa forma, a proibição para circulação de pessoas pela cidade valeria a partir das 23h.

Com isso, por pelo menos três dias, a decisão do município esbarrava na determinação do Governo do Estado, que decretou toque de recolher das 22h às 5h, em todo o Estado, até dia 25 de janeiro.

A vigência de dois decretos chegou a ser discutida pelo Campo Grande News, esta tarde. O procurador do município, Alexandre Ávalos, chegou a destacar decisão do STF (Superior Tribunal Federal) que dá autonomia para que cada município defina o horário do toque de recolher.

“Cada município tem autonomia para fixar o seu toque de recolher, independentemente do que está previsto no âmbito estadual. Não há uma hierarquia ou sobreposição. O Supremo Tribunal Federal fixou uma autonomia para todos. Não é que Campo Grande manda mais que o Estado, é que o Estado estabelece uma orientação geral e cada município, de acordo com a situação local, fixa o seu”, explica.

Já a coronel Neide Centurião, afirmou que todas as decisões referentes medidas sanitárias, como alvarás de comércios, pertencem ao município, mas que aglomerações em ruas e avenidas, como em praças, continuariam sendo realizadas a partir das 22h.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário