A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 23 de Setembro de 2018

05/02/2018 10:17

Prefeitura estuda parceria privada para finalizar Centro de Belas Artes

A intenção é construir algumas salas e galerias para eventos culturais, antes de buscar parceria no setor privado

Leonardo Rocha
Obra do Centro de Belas Artes está parada há cinco anos e começou em 2008 (Foto: André Bittar - Arquivo)Obra do Centro de Belas Artes está parada há cinco anos e começou em 2008 (Foto: André Bittar - Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande está finalizando um levantamento para construir algumas salas no Centro de Belas Artes, no entanto para finalizar toda obra, que começou há dez anos, se estuda fazer uma parceria público-privada, para que uma empresa assuma e possa explorar o restante do prédio.

A coordenadora da Central de Projetos, Catiana Sabadin, explicou que até o final do carnaval, vai ser finalizado o levantamento da área de engenharia e arquitetura, para a construção de salas para eventos de cultura, como dança, artesanato, além de algumas galerias. "Depois desta avaliação, iniciamos a fase de licitação e construção".

Ela explicou que este procedimento vai "requalificar" 10% da obra, usando recursos advindos do Ministério do Turismo, junto a Caixa Econômica. A coordenadora diz que ainda não tem uma previsão de gastos para construção das salas.

Depois a intenção é buscar uma parceria público-privada para o local. "A empresa que assumir vai explorar o restante do prédio, fazendo o devido arranjo necessário, para que seja concluída a obra e nós ficaremos responsáveis pelas salas e locais feitas com recurso público", disse a coordenadora.

Obra - Ela foi orçada inicialmente em R$ 35 milhões. Do Ministério do Turismo, o prefeito da época, Nelson Trad Filho (PTB), conseguiu R$ 8,3 milhões – valor que foi repassado em duas parcelas, em 2008 e em 2010. Mas, a prefeitura estima que já foram gastos na obras cerca de R$ 10 milhões.

A obra tem cerca de R$ 8 milhões frutos de dois convênios federais, mas que busca mais recursos. Do dinheiro que já foi investido até agora, R$ 6 milhões são verbas federais e R$ 1,5 milhão do município. Dos 14 mil metros quadrados, somente 2 mil foram requalificados.

O projeto elaborado em 2007 e que começou a ser executado em 2008 para transformar a construção, iniciada 15 anos antes, que seria a rodoviária de Campo Grande, em um Centro de Belas Artes.

A obra foi abandonada há cinco anos. No final do ano passado, a prefeitura conseguiu aprovar na Câmara Municipal, uma lei que autorizava o empréstimo de R$ 11,5 milhões junto a Caixa Econômica Federal.

Uma parte destes recursos seria usado para retomada da obra do Centro de Belas Artes, assim como outros projetos, como a reestruturação da Secretaria de Infraestrutura de Serviços Público e dos centros de arte e lazer dos bairros Noroeste e Parque do Sol.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions