ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  01    CAMPO GRANDE 26º

Capital

Prefeitura lança licitação de R$ 2,7 milhões para controlar erosão

Obra foi licitada há quatro anos, mas empreiteira vencedora desistiu. Os concorrentes terão até 31 de agosto para entregar as propostas

Por Gabriel Neris | 27/07/2018 16:51
Obras devem por fim a erosão que ameaça o bairro Novo Século (Foto: PMCG/Divulgação)
Obras devem por fim a erosão que ameaça o bairro Novo Século (Foto: PMCG/Divulgação)

A construção de uma barragem de nove metros de altura no Córrego Gameleira deve controlar a erosão que ameaça o bairro Novo Século e as duas pistas da avenida Gury Marques – região sul de Campo Grande.

A prefeitura publicou na edição de sexta-feira (27) o edital de licitação da obra orçada em R$ 2,7 milhões. O projeto prevê ainda a construção de um vertedouro de cinco metros, em forma de tulipa, semelhante ao existente no Lago do Amor.

O secretário adjunto de Infraestrutura, Ariel Serra, explica que quando a água da chuva atingir a cota máxima suportada pela barragem, o excedente vai para o vertedouro e retorna para o curso normal do córrego, onde escoará sem ampliar a voçoroca. Ele diz que a cratera será fechada gradativamente com o próprio sedimento retido na barragem.

A obra foi licitada há quatro anos, mas a empreiteira vencedora desistiu. Os concorrentes terão até 31 de agosto para entregar as propostas.

A prefeitura construirá nos bairros 1.275,95 metros de drenagem. Atualmente, estão sendo implantados 223,16 metros de galerias celulares com 2,5 metros de diâmetro e uma estrutura de concreto que pesa 25 toneladas cada uma.

No Cidade Morena, a rede de drenagem vai atender as ruas Campos do Jordão, do seu início até a Israelândia; da Israelândia, entre a Campos do Jordão e a Inconfidentes; Rua Guarani, entre a Israelândia e a Cana Verde; Rua Jaguariúna, entre a Floeral e a Guarani; rua Buenópolis, da Avenida Alto da Serra até a Rua Cana Verde; Travessa Gramados, do seu início até a Rua Buenópolis e prolongamento da Rua Neferson Clair de Moraes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário