A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

02/10/2013 09:40

Prefeitura perde dinheiro e revolta população com obras paradas

Lidiane Kober
Denúncia ao MPE lista obras de unidades de saúde abandonadas em 17 bairros, como no Oliveira II (Fotos Marcos Ermínio)Denúncia ao MPE lista obras de unidades de saúde abandonadas em 17 bairros, como no Oliveira II (Fotos Marcos Ermínio)

Obras paradas se acumulam e a população da Capital vem somando prejuízos em áreas fundamentais, como saúde, educação e mobilidade urbana. Até dinheiro a prefeitura perdeu por abandonar a construção do Hospital do Trauma e precisa se defender de denúncia no MPE (Ministério Público Estadual) por ter paralisado 28 obras. A situação vem revoltando os campo-grandenses, que estão cansados de esperar pelas benfeitorias.

No Bairro Oliveira II, os moradores aguardam há anos o fim da construção da UBS (Unidade Básica de Saúde). A promessa, segundo a funcionária pública Wanda Fernandes, 42 anos, era abrir as portas do local em agosto do ano passado. “A maioria do pessoal da região não tem plano de saúde e depende do atendimento público”, frisou.

É o caso da família de Manoel Messias Jesus Santos, 41 anos, vizinha da UBS em construção. Ele, sua mulher e sua filha de 11 anos, hoje, correm para o posto de saúde do Bairro Caiçara, em caso de emergência. “O pessoal daqui espera ansioso pela conclusão da obra, será muito bom ter um posto de saúde por aqui”, comentou Manoel.

Segundo ele, a construção do UBS está abandonada desde o início do ano. “Vi um pessoal trabalhando no início do ano, acho que pintaram parte das paredes”, comentou. Wanda fez coro à dificuldade. “Faz tempo que não vejo ninguém mexendo por lá”, reforçou.

Nos bairros Parati e Aero Rancho, a construção das UBSs também está parada. De acordo com o titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Semy Ferraz, as empresas vencedoras das licitações abandonaram a obra pela metade e novos processos precisarão ser abertos.

Ainda no setor da saúde, segue sem sinais de evolução a construção do Hospital do Trauma. Da mesma forma que as UBSs, a obra conta com recursos para ser tocada, mas continua abandonada. Pelo menos R$ 3 milhões estariam disponíveis, mas sem a devida prestação de contas, o Detran (Departamento Estadual de Trânsito) pediu de volta R$ 1,5 milhão, doados em março do ano passado.

Sem o posto do bairro, Manoel precisa correr ao bairro vizinho em busca de atendimento à famíliaSem o posto do bairro, Manoel precisa correr ao bairro vizinho em busca de atendimento à família
Wanda contou que a promessa era entregar a obra em agosto do ano passadoWanda contou que a promessa era entregar a obra em agosto do ano passado

Belas Artes - Há mais de 20 anos projetado, o prédio do Centro Cultural de Belas Artes segue em ritmo lento. Atualmente, cerca de seis operários trabalham na obra e seguranças particulares ficam no local na parte da noite. “Imaginam, seis pessoas para o tamanho dessa obra, então, o resultado é esse: a passos de tartaruga”, classificou o empresário Aparecido Francisco do Nascimento, 47 anos.

Ele tem um comércio na frente da obra e sonha com a abertura do espaço. “Trará mais desenvolvimento para a região, além de fomentar a cultura, uma área com poucas opções na cidade”, comentou. A obra começou no início dos anos 90, para ser a nova Estação Rodoviária de Campo Grande, e chegou a ser inaugurada em 1994 pelo então governador, Pedro Pedrossian. 

Segundo Semy, o ritmo lento é resultado de erros na execução da obra. “A empresa não seguiu a planilha, por exemplo, fez sala de dança, onde deveria ser a de música. Agora, temos que modificar o projeto e arrumar mais R$ 900 mil para bancar as alterações”, explicou. Para o centro, o Governo Federal liberou quase R$ 3,2 milhões.

Perto dali, está parada a urbanização da Orla Morena II, trecho entre a Eça de Queiroz e o Cabreúva. A obra, inclusive, é listada pelo ex-prefeito Nelsinho Trad (PMDB) em denúncia ao MPE (Ministério Público Estadual), na qual elenca outras 27 ações “abandonadas” pelo prefeito Alcides Bernal (PP) e com risco de gerar prejuízos aos cofres públicos.

Na lista, Nelsinho cita as escolas dos bairros Paulo Coelho Machado e Parati, unidades de saúde em 17 bairros, inclusive três de pronto atendimento nas Moreninhas, Jardim da Lapa e Santa Mônica. No caso das Moreninhas, no mês passado, Bernal anunciou a retomada das obras.

Ceinfs – O ex-prefeito também denunciou ao MPE o abandono dos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) em 19 bairros. Segundo ele, o dinheiro para construção já está assegurado por meio do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) Social.

Semy, por sua vez, alegou problemas técnicos em alguns casos. “No Ceinf da Vila Nogueira, a área licitada pelo Nelsinho está invadida. Estamos esperando decisão judicial para dar largada às obras”, explicou. Nos bairros Cristo Redentor e Arnaldo Figueiredo, o problema também envolve o terreno.

“No primeiro caso, a gestão anterior licitou a área em cima do lixão do Itamaracá. Na outra situação, em cima de uma praça feita pelos moradores do Arnaldo Figueiredo, que não aceitam abrir mão do espaço”, detalhou o secretário.

Há mais de 20 anos projetado, o Centro de Belas Artes segue em ritmo lentoHá mais de 20 anos projetado, o Centro de Belas Artes segue em ritmo lento
Aparecido sonha com o fim da obra para trazer mais desenvolvimento à regiãoAparecido sonha com o fim da obra para "trazer mais desenvolvimento à região"

Mobilidade – No quesito mobilidade urbana, vem preocupando a população o atraso de algumas ações. Moradores, por exemplo, da região do Rádio Clube Campo estão cansados de esperar pela liberação de trecho da Spipe Calarge, interditada há 62 dias.

O empresário Sidicrei Ferreira da Silva, 39 anos, perdeu 30% da clientela por conta da redução na circulação de veículos pela região. “Por causa da interdição, moradores de bairros como Coopharadio e Universitário não passam mais por aqui”, citou. “Eles também foram obrigados a desviar muito por perderam essa opção de trajeto”, emendou.

Conforme Semy, o trecho deverá ser aberto ainda esta semana, quando está previsto o início do recapeamento da Spipe Calarge. “Para diminuir os transtornos, vamos interditar de quadra em quadra”, adiantou. O investimento da prefeitura é de R$ 980 mil por meio do projeto “Recape em Ação”, lançado dia 26 de agosto.

Pelo programa, a promessa é recapear 12 avenidas. Do total, apenas na Spipe a obra tem previsão para começar. Na segunda-feira (7), a promessa é abrir a licitação para revitalizar a Avenida Guaicurus. “Nas demais estamos finalizando os projetos para divulgar os pregões ainda este mês”, disse Semy.

Prevista para durar um mês, obra na Spipe Calarge está interditada há 62 diasPrevista para durar um mês, obra na Spipe Calarge está interditada há 62 dias
Sidicrei perdeu 30% da clientela da empresa por causa da interdição demorada da Spipe CalargeSidicrei perdeu 30% da clientela da empresa por causa da interdição demorada da Spipe Calarge


No dia 02/10 a leitora Juliana Simoniele alertou sobre a obra na Av. Rita Vieira de Andrada na altura do n. 270. Repetindo as palavras dela: "as máquinas da Prefeitura quebraram tudo, ficou só barro, quando chove as lamas escorrem e obstruem os bueiros, acumulando sujeira e lama na baixada, onde os carros escorregam e causam acidentes". Hoje, 20 dias após esta reportagem, a situação é a MESMA!!!
 
Giovana Almeida em 22/10/2013 12:40:04
OBRAS PARADAS e DISPERDÍCIO DE DINHEIRO PÚBLICO é na Avenida Rita Vieira de Andrade, na altura do número 270, no bairro Jardim Mansur, antes da Loja Maçônica Estrela.
Lá são três quadras onde a rua não foi duplicada para virar Avenida, as máquinas da Prefeitura quebraram tudo, ficou só barro, quando chove as lamas escorrem e obstruem os bueiros, acumulando sujeira e lama na baixada, onde os carros escorregam e causam acidentes.
Todos os dias tem acidente pela manha e pelo final do dia.
O Juizado de Transito esta sempre estacionado nas imediações.
Isto sim é uma vergonha e descaso!
Vamos refletir quando o atual prefeito quiser se reeleger!
 
JULIANA SIMONIELE em 02/10/2013 15:27:38
Sr. Clodoaldo Leme de Souza, o sr. deve ser cabo eleitoral do Bernal, perdeu completamente a noção. Só falta votar no homem para governador na próxima eleição.
 
franciscotransquevedo em 02/10/2013 15:00:41
tem que ser muito obtuso para acreditar no que o atual prefeito fala, e lembrando que não defendo a gestão anterior, só que esse mostrou que qualquer situação pode piorar!!
 
Caio Prado em 02/10/2013 13:50:40
Quem mandou votar errado, agora toda população de Campo Grande tem que penar pelo erro de quem votou no radialista. Só falta agora o atual prefeito para acalmar quem está reclamando, dizer assim, calma tá tudo certo estou mandando uma música aí para voces.kkkkkkk.
 
franciscotransquevedo em 02/10/2013 13:50:28
Pessoal de que adianta tentarmos nos enganar, pensando que só tem um culpado nesta História agora, pois a anos atras aquele Partido Grande sabe P... estava no controle e sempre realizavam as obras do jeito deles Ex: 1 pra você 2, 3 pra Mim e ninguem via isto, agora infelizmente não tem como concertar tudo de uma Vez só, se os Vereadores e o Prefeito entrarem em acordo, ai as coisas vão andar, mas enquanto um puxar pra lá e o outro pra cá, nada vai acontecer e Nós vamos pagar o PATO...
 
Vanildo Carlos em 02/10/2013 12:46:09
olha o luis alves defendendo o bernal de novo! desse jeito, logo sera convidado prum chope nos bares do alto da antonio maria coelho...
 
francisco guimaraes em 02/10/2013 12:32:05
Isso é pro povo parar de acreditar em promessas de campanha, não é só prometer e falar bonito, mas deve dizer como fazer o prazo e mostrar que tem equipe para tocar as obras e projetos. Nossa cidade está parada.
 
Jurares Goncalves em 02/10/2013 11:59:29
CAMPO GRANDE PAROU NADA, ESTA PUJANTE COMO SEMPRE FOI,BERNAL PARA SEMPRE! 8 ANOS PELA FRENTE!
 
clodoaldo lemes de souza em 02/10/2013 11:17:54
É cheio de obras começadas, paradas, só para dizer que foi o elefante que projetou ou que começou; que foi idéia da jiripoca. Parece palhaçada com o dinheiro público e ainda há quem esteja defendendo algum. Nós temos que deixar de defender e partir para corrigir nossos defeitos, aprendendo a votar e excluindo os porcarias.
 
luiz alves em 02/10/2013 11:10:25
Maria Lucia, as obras atrasaram/pararam sim na administração passada. A pergunta é: pq na nova administração, ainda não voltaram?
 
Ronaldo Castor em 02/10/2013 11:10:07
Na minha opinião á culpa está nas leis frouxas em tudo. O cara assumiu um Mandato e começou uma obra, teria que ser obrigado a terminar e entregar antes de sair, do contrário nem inicia.
 
luiz alves em 02/10/2013 11:06:28
CONTINUANDO. POIS PEÇO UMA SOLUÇÃO PARA O NOSSO PROBLEMA, PORQUE ESTE ASFALTO QUE ESTAO FAZENDO E BOM MAS NAO VAI NOS BENEFICIAR MUITO PORQUE ELE VAI SER PARA O NOVO NAO PARA O NOSSO CONJUNTO RAMEZ TEBET E AINDA NAO MORA NINGUEM LA, ENTAO NOS ESTAMOS SOFRENDO AS CONSEQUENCIAS COM ESSA CHUVA, SOFRENDO COM O BARRO QUE ESTA NOS PREJUDICANDO COM O ONIBUS QUE NAO COMPLETA A LINHA POR CORRER O RISCO DE FICAR ATOLADO, E NOS MORADORES TEMOS QUE SAIR NA CHUVA E NO BARRO SUJANDO OS PES DE BARRO E AS ROUPAS TAMBEM. E PARA COMPLETAR FIQUEI SABENDO QUE A PREFEITURA EMBARGO O ASFALTO, VAMOS LA SR PREFEITO DE UMA SOLUÇÃO PARA NOSSO PROBLEMA. PORQUE ESTA MUITO DIFICIL.
 
FATIMA SOUSA em 02/10/2013 11:02:29
-Agora é tarde para lamentar o leite derramado; o homem foi eleito pela vontade da maioria; aquele que não acreditaram e não votaram nele, agora tem que penar juntamente com a maioria. É a democracia. Faltam 3 anos e 3 meses para o pesadelo terminar e quem sabe, a maioria saiba escolher com a razão e não com o coração.
 
luis tibo em 02/10/2013 10:59:07
Acho estranho as empresas estarem "desistindo" de contratos. Será que realmente as empresas desistem ou são obrigadas a parar os serviços por algum motivo? Foi assim com várias empresas desde que o atual Prefeito assumiu. Não acredito que essas empresas trabalham somente para determinados partidos, as empresas trabalham para ter lucro, independente da parte política.E outra, já cansou esta história de tudo ser culpa da administração anterior. Quem não tem competência acha uma desculpa pra tudo.
 
Wanessa Teixeira em 02/10/2013 10:57:06
APROVEITANDO QUE ESTÃO FALANDO DE OBRAS PARADA, TAMBEM TENHO UMA RECLAMAÇÃO A FAZER, EU MORO NO RESIDENCIAL RAMEZ TEBET, SAIDA PARA SÃO PAULO ENTRE O LOS ANGELES E A COHAB, E AO LADO DO MEU BAIRRO ESTAO CONSTRUINDO UM RESIDENCIAL DESSES DE APARTAMENTOS, E A POUCO TEMPO RESOLVERAM FAZER O ASFALTO NA RUA CLAUDIO COUTINHO QUE DA ENTRADA PARA ESTE RESIDENCIAL, NO ENTANTO ELES FIZERAM UM POUCO DO ASFALTO E DEPOIS ELES PARARAM, E ESTA MUITO DIFICIL PORQUE COM ESSE TEMPO DE CHUVA, NOS DO RAMEZ TEBET QUE FICA AO LADO DO RESIDENCIAL ESTAMOS SENDO PREJUDICADOS O ONIBUS NAO PASSA E A GENTE TEM QUE IR PARA O ASFALTO DA RUA CAMPO NOBRE, CORRENDO O RISCO DE ESCORREGAR E CAIR NAQUELE BARRO, TOMANDO CHUVA E TUDO, EU PEÇO PARA AS AUTORIDADES TOMAREM UMA SOLUÇÃO NO NOSSO CASO.
 
FATIMA SOUSA em 02/10/2013 10:54:33
Eu moro a bastante tempo no oliveira 1 e estamos esquecidos eles asfaltaram em volta e tem muitas ruas assim como da minha casa so tem promessa moro na rua maria conceição guimaraes e ate hoje nada e fica bem proximo do posto de saúde que esta parado, as pessoa comentam e dizem que a base aerea ganhou na justiça para asfaltar toda aquela região mas ate hoje nada tenho filhos alergicos a poeira e a fumaça e aquele bairro e o que mais tem.
 
Caroline Cury em 02/10/2013 10:51:54
Vocês não queria mudanças estão ai as mudanças obras paradas, parabens a todos que votaram nas mudanças continuem assim levando a cidade para o retrocesso!!!
 
jefferson antonio em 02/10/2013 10:45:00
É, a coisa parou mesmo...Aqui no Oliveira tem um posto de saúde e um Ceinf que já era pra ter sido entregue à população...
O povo está cansado de esperar e aceitar desculpas esfarrapadas !!
 
Ricardo Schell em 02/10/2013 10:35:21
SERÁ QUE VÃO INJETAR MAIS DINHEIRO EM OBRAS PARA NAÕ SAIR DO PAPEL??????
 
ELY MONTEIRO em 02/10/2013 09:58:25
Se a obra era pra ser entregue ano passado por que o Nelsinho não entregou? se a população espera a anos por que só agora estão reclamando ,a já sei! é porque agora tem o Bernal pra ser culpado de todos os erros e roubos que já existiam na prefeitura .
 
maria lucia em 02/10/2013 09:54:19
antes eram apenas 100 dias e uns diziam que era pouco tempo para fazer as coisas andarem, a agora? o tempo vai passando e não vemos um boom de obras como muitos acharam. sem contar que a maioria das obras já eram existentes da outra administração e não vemos obras ineditas esse ano, recapeamento de umas 3 avenidas é bom mas é insuficiente pelo tamanho da cidade.
 
samuel vosni em 02/10/2013 09:49:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions