A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

15/01/2014 10:36

Prefeitura vai atrasar kits escolares pela 2ª vez e pais se desesperam

Aliny Mary Dias e Viviane Oliveira
Amélia ajuda na criação de três netos e atraso de kits a preocupa (Foto: Marcos Ermínio)Amélia ajuda na criação de três netos e atraso de kits a preocupa (Foto: Marcos Ermínio)

A três semanas do início das aulas na Reme (Rede Municipal de Ensino) da Capital, os kits escolares ainda não foram licitados e irão atrasar pelo segundo ano consecutivo. Pais e alunos, que passaram pela mesma situação no ano passado, devem enfrentar o problema mais uma vez e encaram o atraso com preocupação e até desespero.

Exigências em itens como a capa da borracha branca e o apontador fizeram com que o pregão fosse adiado e relançado no dia 8 de janeiro. As empresas vão apresentar as propostas no dia 20 deste mês. Só a análise pode levar 45 dias. O processo também pode atrasar se houver questionamentos administrativos ou judiciais. O investimento previsto é de R$ 4,7 milhões.

Sendo assim, o início das aulas, marcado para o dia 5 de fevereiro será mais uma vez sem os kits. Em relação ao preço do ano passado, houve aumento de 77,5%, serão comprados 89,5 mil kits. Em 2013, foram gastos R$ 2,6 milhões,

Alheios aos números e prazos de licitações, os mais interessados nos kits se mostram surpresos com a notícia do atraso. A pintora de obras, Inslaine Conceição Ferreira de Moraes, que hoje está desempregada, tem dois filhos e terá que tirar dinheiro do bolso para comprar o kit.

“Na verdade tudo demora, o uniforme e o material. Mas não sabia que ia atrasar mais uma vez, agora vou ter que fazer de tudo para comprar pelo menos um caderno, um lápis, uma borracha e uma caneta. Tudo para minha filha não perder o dia escolar”, afirma a mulher que lembra ainda que o valor fará falta no orçamento da família.

Inslaine terá que adequar orçamento (Foto: Marcos Ermínio)Inslaine terá que adequar orçamento (Foto: Marcos Ermínio)
Ano passado atraso foi tanto que filhos de Lídia receberam kits nas férias (Foto: Marcos Ermínio)Ano passado atraso foi tanto que filhos de Lídia receberam kits nas férias (Foto: Marcos Ermínio)

A aposentada Amélia Oliveira de Araújo, 72 anos, ajuda na criação de três netos que têm idades entre 8 e 12 anos. Ela afirma que os pais terão que comprar alguns itens até que o material chegue nas escolas. “Os pais vão ter que dar um jeito e comprar, fazer o quê? Até a ajuda da Prefeitura chegar a gente vai ter que se virar”, completa.

Outra que terá de adequar o orçamento para comprar material escolar até a chegada dos kits da Prefeitura é a dona de casa Lídia Barbosa Careno, de 43 anos. Ela tem dois filhos de 6 e 13 anos.A moradora do bairro Aero Rancho explica que o atraso do ano passado foi tão grande que os kits só chegaram nas férias do meio do ano.  

“É muito ruim porque a gente contava com os materiais e agora vamos ter que tirar dinheiro de outras coisas. Minha sorte é que tenho alguns materiais do ano passado e vamos usar”, completa.



Concordo com vc Kathia Ramalho em primeiro lugar a população deve cobrar da Camara dos vereadores foram eles que não deixaram o Bernal trabalhar,segundo que o dinheiro dos vales da vida sao para gastos tbem com a escola um caderno e um lapis vc encongtro por menos de dez reais. O mais importante ele esta cumprindo as escolas estao lá com os melhores e recursos, professores e salario em dia dos funcionários. Basta. Deixem o homem trabalhar! Lembram dessa frase população.
 
Renata Silna em 15/01/2014 21:18:51
Lembram - se daquele ditado: quem pariu Mateus que o embale? pois é, ela serve nesse caso tb... as pessoas reclamam que nao sabem onde deixar seus filhos qdo ceinfs e escolas estao de férias, nao tem como tirar dinheiro para comprar materiais para seus filhos, nao sabem como sustenta-los...caramba, como fizeram tantos filhos? por que fizeram se nao sabe o que fazer com eels? nao acompanham nem na escola, nao aparecem em reunioes escolares , nao conhecem nem a professora ou professor de seus filhos durante o ano todo ... e ai? o poder publico tem culpa, pois na ansia de votos, acabaram tirando a dignidade das pessoas para coloca-las sob sua dependencia...bem coisa de politica... e de pessoas sem responsabilidades com outras pessoas
 
noeli vicente em 15/01/2014 19:47:22
Votaram no Bermal ?
Então..., aguentem!
 
alexandre barbarossa em 15/01/2014 15:42:39
Sou funcionária de uma escola pública municipal e o atraso de kit sempre ocorreu até na administração anterior. A maioria dos pais que recebem o benefício como Vale Renda,bolsa família, entre outros, lembrem-se que estes benefícios servem como recursos, pois a maioria dos pais que recebem esses benefícios são os que mais reclamam dos políticos, façam um esforcinho, façam uma diária, uma dica: na FUNTRAB diariamente surgem inúmeras vagas de emprego, se você não se enquadrar em nenhuma vaga, não é o Bernal o problema!!!
 
Kathia Ramalho em 15/01/2014 14:53:37
O povão que votou nele para prefeito, não foi? Então aguenta agora!

Atrasou o ano passado, vai atrasar neste e nos próximos anos.

Aguenta que mais três anos passam rápido!

Daí pega e vota nele de novo para prefeito. Com oito anos de Bernal Campo Grande vai virar uma tapera velha.

2013 foi um ano perdido, jogado no lixo para a cidade e quem mora aqui. 2014 vai ser pior. Muito pior.

Votou no Bernal? Aguenta o tranco! Sem reclamar! Sem chorar! Aguenta e fim de papo.
 
Sandra Luzia em 15/01/2014 14:29:04
Concordo com os(as) colegas que fizeram referência às "Bolsas da vida". As pessoas ficam esperandos dos poderes públicos exclusivamente. Devem investir em seus filhos e tentar usar o dinheiro que recebem com o q realmente vale a pena. Exigem muito e cumprem muito pouco cm suas responsabilidades.
 
Olga Feitosa em 15/01/2014 14:11:45
Reclamam tanto não sei porque, cade o vale renda, bolsa escola, usa pra compara o material que não vai receber agora, na minha época trabalhava de babá para comprar todo meu material e se quis fazer minha faculdade tive que pagar.
 
Elisângela lemes em 15/01/2014 14:10:42
É uma obrigação da prefeitura, Ninguém sabe a real situação de ninguém. Mas mesmo que tenha condições a prefeitura esta faltando com seu dever. As escolas do governo estão bem na frente, os kits e uniformes são entregues rápido. O Bernal esta esquecendo da cidade, espero que ele saia logo, nossa cidade esta abandonada, FORA BERNAL....Lamento pelos alunos do município, Não votei nesse homem graças a Deus. Cadê as promessas que ele fez???
 
Lenita Santos em 15/01/2014 13:33:24
Bem feito! Tinham material, uniforme, mochila e até tenis ( sem falar na boa merenda) e quiseram mudar! Agora colham os frutos da mudança!
 
Patricia Andrade em 15/01/2014 13:27:23
aos fakes defensores do bernal. É constitucional, ensino fundamental é OBRIGACAO MUNICIPAL. informen-se, perfis falsos...
 
francisco guimares em 15/01/2014 12:43:47
Retificando:o inicio das aulas será dia 06/02/2014(segunda-feira) e não dia 05(domingo).
 
ingrid vianna em 15/01/2014 12:37:15
o bolsa escola serve p/ que mesmo? que eu saiba é p/ manter os alunos..

cm esse povo reclama, antigamente nem existia kits, bolsa familia, bolsa escola, vao trabalhar.
 
eduardo sena em 15/01/2014 12:02:38
Bom eu sou CONTRA o BERNAL em tudo, mas o que esses pais estão falando é um absurdo..."tem dois filhos e terá que tirar dinheiro do bolso para comprar o kit." o que é isso???
A Prefeitura de Campo Grande, dá o estudo(obrigação), uma refeição(que muitos lugares não oferecem) e o VALE TRANSPORTE( que são poucas capitais disponibilizados).
Na minha época, que eu estudava minha mãe domestica sempre fazia de tudo e mais um pouco para poder comprar o MELHOR material escolar, agora LER isso é uma tragédia.
E esses tal de BOLSAS não tem um que é BOLSA ESTUDO que é para isso comprar MATERIAL ESCOLAR!!!
 
Aline Ribeiro em 15/01/2014 11:49:15
Ninguem sabe as condiçoes financeira das pessoas para pode questiona se tem ou ñ dinheiro,a questão que se é, se distribuido pela rede tem de ser na data.Afinal os impostos que pagamos tem data para ser pago.
 
anne carolinne barbosa em 15/01/2014 11:44:05
As pessoas estão muito acomodadas com o "paternalismo" exagerado do governo, em algumas cidades do país não existe esses kits e nem por isso as crianças deixam de ir a escola, existem materiais em preço bem acessível. Agora esse reajuste no pregão de 77% ??????
 
Anna Gonçalves em 15/01/2014 11:42:23
AH, CREENDEUSPAIS... TEM TANTO BOLSA ISSO, VALE DISSO, E ESSE POVO NÃO TEM DEZ REAIS PRA COMPRAR UM CADERNO PRA CRIATURINHA IR À AULA NO PRIMEIRO DIA... ME POLPE VIU... TINHA ERA QUE CORTAR TUDO ESSAS "BOLSA DA VIDA" E POR ESSE POVO PRA TRABALHAR... DINHEIRO PRA COMPRAR ERVA PRA TOMAR TERERÉ TEM NÉ... É MUITO PARASITISMO.....
 
GISELE MARQUES em 15/01/2014 11:37:47
O número de alunos aumentou tanto assim para o custo saltar de 2,6mi para 4,7mi?! Ou será que foi o material do ano passado que era muito porcaria?... Mistérios de Bernal....
 
Leandro Moura em 15/01/2014 11:31:25
ISSO NAO E GRATUIDADE E DIREITO DO CIDADÃO TER DIREITO A EDUCAÇÃO, ENGRAÇADO QUE NA EPOCA DO GOVERNO PASSADO OS MATERIAIS ESTAVAM NA ESCOLA UM MES ANTES DAS AULA SE INICIAREM ISSO É FALTA DE COMPETENCIA DO SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO
 
MARCIO INACIO LIMA em 15/01/2014 11:23:57
Incrível, como as pessoas reclamam. Quando fiz meu ensino fundamental na rede pública, demorava até 2 meses...e agora as pessoas ficam reclamando, será realmente que não terá pelo menos R$10,00?!
Minha mãe guarda dinheiro com antecedência para comprar material aos meus irmãos todos os anos, pois não podemos depender 100% do município sempre né.
 
Carla Lopes em 15/01/2014 11:20:37
Se tem algo que eu falo que a população se confunde é na diferença entre benefício e gratuidade.
Dinheiro para comprar um caderno, um lápis uma borracha e uma caneta... será que ninguém tem mesmo?
 
Edson Bobadilha em 15/01/2014 11:05:56
tenta atrasar o IPTU, para ver se nao cobram juros
 
ismael freire em 15/01/2014 10:55:08
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions