A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

02/07/2019 11:22

Presa, assassina de idosa é sorteada em programa de habitação

Pâmela Ortiz de Carvalho, 36 anos, poderá ser beneficiada com o imóvel

Kerolyn Araújo
Pâmela foi sorteada em programa de habitação. (Foto: Reprodução/Facebook)
Pâmela foi sorteada em programa de habitação. (Foto: Reprodução/Facebook)

Suspeita de agredir até a morte a idosa Dirce Santoro Guimarães Lima, 79 anos, Pâmela Ortiz de Carvalho, 36 anos, teve o nome sorteado no último sábado (29) em seleção das unidades habitacionais da Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul). Ela está na fila de espera e, mesmo presa, não perderá o imóvel.

Conforme divulgado pela Agehab, Pâmela foi sorteada para um apartamento no Condomínio Residencial Aero Rancho 7 e ocupa o 22ª lugar no cadastro reserva, podendo ser beneficiada com o imóvel caso os sorteados em primeira chamada não comprovem os critérios ou desistam do empreendimento.

Segundo a Agência de Habitação, a prisão de Pâmela não impede que ela seja contemplada com a moradia. Caso seja beneficiada, a comprovação dos critérios e assinatura dos documentos serão realizados dentro do presídio.

A assassina da idosa tem quatro filhos menores de idade, um deles portador de hidrocefalia. Dentro dos critérios nacionais para a preferência na distribuição de casas populares, ela possui duas vantagens, uma vez que têm prioridade famílias chefiadas por mulheres e as que têm membro com deficiência.

Nome de Pâmela na lista divulgada pela Agehab. (Foto: Reprodução/Agehab)Nome de Pâmela na lista divulgada pela Agehab. (Foto: Reprodução/Agehab)

O sorteio de 602 apartamentos foi realizado no sábado na quadra da Escola Estadual Joaquim Murtinho. Ao todo, 35.601 famílias participaram do processo de seleção de moradias para os condomínios Portal Laranjeiras, Sírio Libanês I, II e III, Jardim Aero Rancho 7 e Jardim Aero Rancho 8.

Homicídio - Segundo investigações da 7ª Delegacia de Polícia Civil e da DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídio), o crime aconteceu no dia 23 de fevereiro, após a idosa descobrir que a acusada estava usando seus cartões para compras pessoais sem sua autorização.

As duas teriam saído para resolver o problema, mas discutiram. A vítima tentou sair do carro em movimento e caiu. Nervosa, Pâmela desceu e bateu a cabeça da idosa no meio-fio até matá-la, no Indubrasil.

Além de prestar serviço como motorista de idosos, Pâmela se apresentava como policial.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions