A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 21 de Abril de 2019

25/10/2018 15:25

Preso com arma de brinquedo cometeu roubo após sair de quimioterapia

Para a polícia, Everton Souza afirmou ter comprado a pistola de plástico para cometer o crime logo após deixar o hospital e que usou a mesma máscara usada no tratamento durante o crime

Geisy Garnes
Suspeito afirmou que cometeu o crime após deixar o hospital (Foto: Geisy Garnes)Suspeito afirmou que cometeu o crime após deixar o hospital (Foto: Geisy Garnes)

Everton Souza, de 35 anos, detido na tarde desta quarta-feira (24) após roubar uma auto elétrica com uma arma de brinquedo teve a prisão preventiva decretada nesta manhã durante audiência de custódia. Em depoimento, o suspeito afirmou que está passando por tratamento para o câncer e usou a mesma máscara da quimioterapia para cobrir o rosto durante o crime.

Preso em flagrante no posto de combustível no cruzamento entre as avenidas Calógeras e Eduardo Elias Zahran, Everton também estava com um mandado de prisão em aberto e tinha várias passagens por roubo e furto. Na manhã desta quinta-feira (25) ele teve a prisão preventiva decretada em audiência no fórum de Campo Grande.

Em depoimento o preso contou que há pouco mais de um ano foi diagnosticado com câncer mieloma múltiplo, que ataca a medula óssea. Segundo ele, nesta quarta-feira (24), foi até o hospital passar por mais uma sessão de quimioterapia e na saída resolveu ir ao camelódromo para comprar uma pistola de brinquedo, já com a intenção de cometer roubos.

Enquanto caminhava para casa, passou pela auto elétrica e viu ali uma “boa oportunidade” para cometer o crime. Everton detalhou ainda que usou a máscara médica que carregava justamente por conta do tratamento quimioterápico para cobrir o rosto e invadir o estabelecimento.

Armado com a pistola de brinquedo, ele anunciou o assalto e obrigou a casal de proprietários, o filho e nora deles e um funcionário, a entrarem no escritório do estabelecimento.

A todo momento, o assaltante pedia o dinheiro do caixa, mas só conseguiu fugir com R$ 37 que estavam no bolso do dono e uma corrente de ouro que pertencia a proprietária. Percebendo arma era de brinquedo, o filho dos proprietários reagiu.

Everton conseguiu fugir e correu até o posto de combustível no cruzamento das avenidas. Para escapar, ele ainda tentou roubar o carro de uma mulher que abastecia no local. Ela estava com a filha e recebeu empurrões e ameaças para deixar o veículo. As mulheres pediram ajuda e populares que estavam no posto conseguiram segurar o suspeito.

Quando as equipes do 1º Batalhão da Polícia Militar chegaram ao local, minutos depois do crime, encontraram Everton rendido, com as mãos amarradas por um cinto.

Para a polícia, Everton relatou ainda que cumpriu pena na Penitenciária de Segurança Máxima e no Instituto Penal de Campo Grande, mas no final de 2016 recebeu licença médica para tratamento de saúde, e não foi colocar tornozeleira eletrônica porque estava com um mandado de prisão em aberto. O caso foi registrado na Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions