A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

16/09/2011 10:57

Preso envolvido em assassinato de jovem no bairro Estrela do Sul

Francisco Júnior

A polícia está à procura de outro envolvido no homicídio, Leandro Barbosa Vareiro. De acordo com o delegado do 2º Distrito Policial, Webber Luciano de Medeiros, responsável pela investigação do caso, a autoria dos disparos não está definida

Douglas nega envolvimento no crime. (Foto: Simão Nogueira)Douglas nega envolvimento no crime. (Foto: Simão Nogueira)

A Polícia Civil apresentou na manhã desta sexta-feira (16) Douglas Silva Fonseca, de 20 anos, acusado de matar a tiros Lenonn Medeiros Campos, 19 anos, no dia 16 de julho deste ano no bairro Estrela do Sul, em Campo Grande.

A polícia está à procura de outro envolvido no homicídio, Leandro Barbosa Vareiro. De acordo com o delegado do 2º Distrito Policial, Webber Luciano de Medeiros, responsável pela investigação do caso, a autoria dos disparos não está definida.

A vítima estava em um bar localizado na rua Catanduva, quando parou em frente do estabelecimento um veículo Fiat Uno. Um homem que estava no banco do passageiro desceu e efetuou os disparos que mataram Campos. Ele, antes de morrer, identificou Douglas como sendo o atirador.

“O Douglas nega que tenha atirado e coloca a culpa no Leandrinho. Vamos ter que fazer uma acareação entre os dois”, disse o delegado informando que o revólver 38 utilizado no crime foi encontrado na casa do acusado.

Douglas já tem passagem pela polícia desde a adolescente. Aos 14 anos foi internado na Unei (Unidade Educacional de Internação) após matar um garoto na escola em que estudava. Ele ainda tem passagem por receptação e porte ilegal.

Tentativa - Ainda nesta sexta-feira, a polícia apresentou também Josimar Poltroniere Gonçalves, de 26 anos. Ele é acusado de tentar matar a tiros Alexandre dos Santos, de 23 anos, no dia 16 de abril deste ano.

A vítima sobreviveu ao atentado e ficou internada vários dias na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa de Campo Grande.

Em depoimento, Gonçalves nega o crime.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions