ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUINTA  27    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Preso pela segunda vez homem que matou idoso no bairro São Conrado

Por Francisco Júnior | 20/03/2012 19:47

Crime aconteceu no mês de janeiro deste ano

Assassino é conhecido como Mike Tyson por ter uma tatuagem no rosto semelhante a do lutador americano. (Foto: João Garrigó)
Assassino é conhecido como Mike Tyson por ter uma tatuagem no rosto semelhante a do lutador americano. (Foto: João Garrigó)

Preso pela segunda vez o rapaz de 24 anos que matou Antônio Holídio da Silva, de 92 anos, no mês de janeiro, em Campo Grande. Marcos Antonio Bispo foi localizado na tarde de hoje, no bairro São Conrado. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto.

O rapaz, conhecido como Mike Tyson por ter uma tatuagem no rosto semelhante a do lutador americano, já havia sido preso dias depois do assassinado por cometer outro crime. Ele invadiu uma farmácia para furtar. O delegado Messias de Moura Fé, da 6ª Delegacia de Polícia Civil, responsável por investigar o caso, afirmou que o assassino entrou no estabelecimento para criar um álibi e tentar desviar o foco da Polícia para o assassinato.

Na ocasião em que foi preso, Bispo confessou o crime. Ele contou que entrou na residência da vítima pensando que não houvesse ninguém no local. Chutou a porta e com o barulho, o idoso que estava dormindo acordou. Os dois acabaram lutando e assassino pegou uma viga de madeira e desferiu diversos golpes na cabeça do idoso.

O espancamento foi na cozinha do imóvel, onde o corpo da vítima foi encontrado. No local ficaram manchas de sangue. Devido aos golpes, a viga de madeira se partiu em quatro pedaços e foram apreendidos no local.

Bispo estava preso pelo crime de furto e não pelo assassinato. No dia 13 deste mês, decisão do juiz Wilson Leite Correa colocou o assassino em liberdade. Porém, o delegado Moura Fé já havia representado pela prisão preventiva dele.

No despacho, o magistrado informou que “que pese o acusado ser reincidente, não persistem quaisquer dos fundamentos que legitimam a prisão preventiva, os quais constam expressos do art. 312 do Código de Processo Penal, considerando, ainda, que não praticou delito com violência ou grave ameaça a pessoa, de modo que faz jus a responder o processo em liberdade. Assim, concedo liberdade provisória ao acusado. Expeça-se alvará de soltura, a fim de se colocar o acusado em liberdade, se por outro motivo não estiver preso”.

Agora, preso pelo assassinato do idoso, Bispo permanece no 6º Distrito Policial.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário