A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

12/07/2014 18:42

Prevendo derrota, torcedores deixam Vila Brasil deserta na Capital

Alan Diógenes e Francisco Júnior
Prevendo derrota, torcedores deixam Vila Brasil deserta na Capital
De costas para o telão, torcedores deixaram Vila Brasil desolados com derrota. (Foto: Marcelo Calazans)De costas para o telão, torcedores deixaram Vila Brasil desolados com derrota. (Foto: Marcelo Calazans)
Grupo pequeno insistia em torcer pela vitória do Brasil, durante o jogo. (Foto: Marcelo Calazans)Grupo pequeno "insistia" em torcer pela vitória do Brasil, durante o jogo. (Foto: Marcelo Calazans)

Prevendo a derrota da seleção brasileira por 3 a 0 para a Holanda, na tarde deste sábado (12), torcedores campo-grandenses decidiram ir vestidos com a camiseta holandesa, para acompanhar a partida na Vila Brasil, nos altos da avenida Afonso Pena. A derrota histórica de 7 a 1 para a Alemanha, na terça-feira (8), foi motivo de decepção, e apenas 300 torcedores compareceram no local.

O militar Vagner Brizola, de 42 anos, ficou tão decepcionado com a derrota do Brasil no jogo passado, que decidiu vestir a camisa e torcer pela Holanda. Ele e sua esposa foram vestidos a caráter com camisetas laranjadas para simbolizar o repúdio à seleção brasileira.

A atendente de telemarketing, Jaqueline Silva, de 26 anos, não poupou argumentos para criticar o desempenho da seleção, na partida contra a Holanda. “Está difícil suportar essa perda. Estou decepcionada com esse time, que teve chance de mostrar que era uma seleção competente, mas falhou mais uma vez”, desabafou.

O militar Artur Araújo Melo, de 21 anos, foi um pouco mais rígido ao comentar o desempenho do Brasil na Copa do Mundo. “Estou incrédulo com essa seleção brasileira. Em minha opinião, os jogadores mostraram um time fraco, com um futebol medíocre”, salientou.

O que não faltaram foram críticas para o futebol do país. O analista de comunicações, Valdinei Gomes da Silva, de 32 anos, explicou que os atletas da seleção “fizeram o Brasil passar vexame”. “Estes jogadores são mercenários, e só fizeram a gente passar vergonha”, retrucou.

Concordando com a ideia dos demais torcedores, Bruno Divinos, de 18 anos, falou que “é preciso uma transformação urgente na seleção brasileira”. O objetivo da mudança, segundo ele, é para o time ter bons resultados futuramente.

No começo da Copa, a Vila Brasil chegou a registrar um público de cinco mil pessoas. Mas, neste final de campeonato, o que se via era apenas a expressão de mágoa no rosto do torcedor.

Apesar de existir um pequeno grupo de pessoas ainda no local, por que a maioria já tinha deixado ido embora ao final do jogo, existe um reforço do policiamento na região. O fluxo de veículos e pessoas flui normalmente.

Desanimados com a derrota do Brasil para a Alemanha, campo-grandenses nem apareceram na Vila Brasil. (Foto: Marcelo Calazans)Desanimados com a derrota do Brasil para a Alemanha, campo-grandenses nem apareceram na Vila Brasil. (Foto: Marcelo Calazans)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions