A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Abril de 2019

24/01/2019 10:41

PRF recupera BMW roubada de médico em estacionamento de hospital

O veículo foi parado pelos policiais no km 602 da rodovia na madrugada desta quinta-feira (24) e um suspeito de 20 anos preso

Geisy Garnes
Veículo foi recuperado em Miranda (Foto: Divulgação PRF)Veículo foi recuperado em Miranda (Foto: Divulgação PRF)

A BMW 320i roubada de um médico dentro do estacionamento da Santa Casa de Campo Grande foi recuperada pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) durante fiscalização na BR-262, em Miranda – a 201 quilômetros da Capital. Um jovem de 20 anos foi preso em flagrante.

O veículo foi parado pelos policiais no km 602 da rodovia na madrugada desta quinta-feira (24).
Ao consultar as placas foi constatado que a BMW havia sido roubada horas antes em Campo Grande e o condutor – que não teve o nome divulgado – acabou preso. Dentro do carro foram encontrados ainda uma arma de brinquedo, provavelmente utilizada no crime, R$ 50 em notas trocadas e três cartões roubados da vítima.

O crime aconteceu por volta das 20h30 de ontem, quando o médico de 38 anos chegava para o plantão. No momento em que parou o carro no estacionamento do hospital foi abordado pelos dois suspeitos – um deles armados.

A dupla obrigou a vítima a ir para o banco de trás e um deles assumiu a direção. O médico foi levado até um terreno baldio no Jardim Los Angeles, próximo aos campos de treinamento do Cene. Ali, foi deixado com um dos assaltantes por cerca de duas horas. Durante esse tempo, ficou amarrado e recebeu ameaças constantes.

Por volta das 22h30, o suspeito deixou o local. Assim que ficou sozinho, o médico conseguiu se desamarrar, correu até uma casa da região e pediu ajuda ao morador.

Além do carro, os bandidos levaram os cartões da vítima que chegaram a ser usados em compras de R$ 100 em um posto de combustível, outros R$ 20 em uma conveniência, mais R$ 150 em um segundo posto e R$ 16 em outra conveniência, somando um total de R$ 286.

Segundo o delegado Antônio Ribas, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro, os suspeitos faziam ameaças a todo o momento, mandando que o médico não olhasse para eles, e ainda o agrediram com uma coronhada. O caso é investigado pela Polícia Civil.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions