A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 25 de Setembro de 2018

24/07/2018 13:03

PRF socorre vítima de acidente e acaba agredido por homens bêbados

O caso aconteceu no cruzamento entre a Avenida Eduardo Elias Zahran e a Rua Antônio Corrêa, na madrugada de ontem

Geisy Garnes e Viviane Oliveira

Um policial rodoviário federal foi agredido depois de presenciar um acidente e parar para socorrer a vítima de um acidente no cruzamento entre a Avenida Eduardo Elias Zahran e a Rua Antônio Corrêa, em Campo Grande. Sete pessoas foram levadas à delegacia após o crime.

O caso acontece na madrugada de segunda-feira (23). Para a polícia, o PRF contou que seguia pela Eduardo Elias Zahran quando presenciou o condutor de uma Honda CG perder o controle e atingir um poste de iluminação. Ele parou para socorrer a vítima do acidente e logo percebeu que ela estava embriagada.

Em depoimento, o policial contou que o motociclista sequer conseguia ficar em pé, que tentou levar e caiu por duas vezes. Ainda assim, o homem tentou ligar a moto para ir embora, mas foi impedido pelo policial, que tirou a chave da ignição e ligou para a Polícia Militar.

Enquanto os dois esperavam a viatura, um comboio de veículos chegou ao local. O grupo se identificou como amigo do motociclista, explicou que todos trabalhavam em um restaurante próximo ao shopping Campo Grande e haviam saído para beber depois do expediente.

Os amigos então tentaram levar a moto e a vítima embora, mas mais uma vez foram impedidos pelo policial, que se identificou e avisou já ter chamado a Polícia Militar. Foi então que a confusão começou.

Ainda em depoimento o agente alegou ainda que um dos envolvidos tentou suborná-lo, falando que ele poderia ir ao restaurante em que trabalhava para comer o que quisesse por conta dos funcionários, ao ainda falasse o valor de um jantar em qualquer outro lugar, que ele pagaria.

Diante da negativa, o grupo começou a se exaltar e um dos autores “partiu para cima” do policial com socos e chutes. Com isso, os outros envolvidos também ajudaram nas agressões. Na delegacia, ele contou ainda que sacou a arma e tentou disparar, mas a pistola falhou e por isso continuou a ser espancado, até “sentiu a vista escurecer”.

Antes de perder a consciência, afirmou que resolver lutar, e com a arma atingiu um dos envolvidos com uma coronhada. O grupo se afastou e ele voltou a sacar a arma para evitar a aproximação do grupo, que permaneceu ameaçando e xingando o policial.

Foi neste momento, segundo o policial rodoviário, que percebeu que o motociclista havia sido retirado do local pelos amigos. Depois de mais de 30 minutos de discussão, os suspeitos deixaram o local. O rapaz chegou a pedir desculpa pelo comportamento dos amigos, mas acabou preso com a chegada da polícia por dirigir embriagado.

O motociclista e outros seis suspeitos identificados como autores das agressões foram localizados e levados à delegacia. O grupo vai responder por lesão corporal e ainda favorecimento pessoal e ilícito.

O vídeo abaixo mostra a aglomeração no local.

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions