A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

21/12/2018 10:38

Procon flagra irregularidades na rodoviária em fiscalização de Natal

Equipe também montou base no Aeroporto Internacional para orientar passageiros

Silvia Frias, Liniker Ribeiro e Kerolyn Araújo
Unidade móvel do Procon ficará até 17h na Rodoviária (Foto: Kisie Ainoã)Unidade móvel do Procon ficará até 17h na Rodoviária (Foto: Kisie Ainoã)

Nesta sexta-feira que antecede feriado de Natal, o Procon iniciou fiscalização na Rodoviária e no Aeroporto Internacional de Campo Grande, em uma campanha nacional que objetiva orientar os passageiros sobre os direitos do consumidor. Em pouco mais de uma hora do início dos trabalhos, pelo menos três irregularidades foram flagradas na Capital.

Os três casos aconteceram na Rodoviária de Campo Grande, onde a equipe formada por oito fiscais montou base de atendimento por volta das 8h. A aposentada Laide Cândido da Conceição, 72 anos, visitou o filho em Londrina (PR) e, de passagem em Campo Grande, teve que comprar passagem para voltar para casa, em Chapadão do Sul, desembolsando R$ 95,00. A aposentada não sabia que tinha direito a gratuidade e, acompanhada de fiscal, voltou ao balcão da empresa São Luís para pedir ressarcimento do valor e viajar sem pagar nada. “Não estou nem acreditando, todo ano eu viajo para visitar meu filho em diferentes épocas, agora vou viajar muito mais”.

Outra irregularidade aconteceu com a família do mecânico Agrinio Rocha Barbosa, 31 anos, que está a caminho de Chapadão do Sul com mais quatro familiares. O rapaz comprou as passagens em Dourados e chegou à Rodoviária de Campo Grande às 6h30, onde deveria embarcar em outro ônibus às 7h30, na plataforma 19. Porém, a empresa mudou a plataforma de saída. Além disso, utilizou veículo fretado, que não tinha indicação do destino, dificultando a identificação. A família acabou perdendo a viagem e o rapaz desembolsou R$ 140 em passagens para uma viagem que vai acabar somente às 22h. Orientado pelo Procon, teve o valor ressarcido e a empresa foi obrigada a pagar alimentação para todos, já que eles vão passar o dia na rodoviária, até saída do ônibus, às 15h30.

Aposentada Laide Cândido foi ressarcida e vai viajar de graça: Não estou nem acreditando (Foto: Kisie Ainoã)Aposentada Laide Cândido foi ressarcida e vai viajar de graça: "Não estou nem acreditando" (Foto: Kisie Ainoã)
Agrinio ao lado da família aguardando para embarcar às 15h30 (Foto: Kisie Ainoã)Agrinio ao lado da família aguardando para embarcar às 15h30 (Foto: Kisie Ainoã)

Os fiscais verificaram irregularidade no caso da aposentada Nair da Silva, 69 anos, que tentou garantir a passagem gratuita na última semana, para Aquidauana, mas foi orientada a voltar hoje. “A moça me garantiu que teria, mas cheguei hoje as vagas estavam ocupadas; agora, diz que vai ter só dia 2 de janeiro”. Ela teria que pagar 50% do valor, conforme determina a lei, mas o Procon interveio e está discutindo a situação dela com os funcionários da empresa São Luís.

Movimento intenso na Rodoviária de Campo Grande (Foto: Kisie Ainoã)Movimento intenso na Rodoviária de Campo Grande (Foto: Kisie Ainoã)

Bagagem
No Aeroporto Internacional, a fiscalização começou às 9h. O subsecretário do Procon municipal, Valdir Custódio, disse que a ação faz parte de campanha nacional que durará todo o dia de hoje, porém, no aeroporto da Capital, foi estendida por 30 dias. Atraso nos voos e despacho de bagagem são os alvos principais da ação.

Custódio explicou que, em caso de atraso recorrente de voos, a companhia será notificada, podendo pagar multa que varia de R$ 1 a R$ 5 milhões. Outro alvo é a cobrança de bagagem. Muitos passageiros optaram em não despachar equipamentos para se livrar da conta. Porém, se a empresa alegar que a mala, mesmo dentro do tamanho determinado, não puder ser levada no bagageiro superior, esse despacho não deverá ser pago pelo consumidor. “Eles não podem cobrar por isso”.

Motorista de aplicativo 'arranca' com veículo e foge com celular de passageira
Uma mulher de 50 anos procurou a polícia na noite de segunda-feira (22) após ter o celular furtado por um motorista de aplicativo em Campo Grande. O ...
Homem será julgado 15 dias após matar colega com golpe de 'picareta' na cabeça
Quinze anos depois de ter matado Olegário Gimenes com um golpe de picareta na cabeça, Amilton Maidana, de 65 anos, será julgado nesta terça-feira (23...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions