A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

15/12/2018 09:22

Professora da rede pública é chamada de “pitbull preta” e procura a polícia

É o segundo caso de injúria registrado na Escola Municipal Aldo de Queiroz

Danielle Matos

Uma professora da rede municipal de ensino procurou a Polícia Civil para registrar boletim de ocorrência após ser chamada de “pitbull preta” por uma das merendeiras da Escola Municipal Aldo de Queiroz. O caso foi registrado como injúria racial.

Segundo o parágrafo 3º do Artigo 140 do Código Penal, é considerado injúria a utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia ou religião. A pena é de um a seis meses e multa.

Outra merendeira, que não quis se identificar, relata também já ter sofrido agressões verbais da mesma funcionária. “Ela já faz isso há muito tempo com outras pessoas, mas nunca ninguém teve coragem de denunciar”.

Além da verbalização, segundo o boletim de ocorrência, a acusada também publicou durante uma conversa em rede social, uma mensagem onde se referia novamente a colega como “pitbull preta”.

Ambas as denúncias foram encaminhadas para a Secretaria Municipal de Educação.

Em nota, a SEMED (Secretaria Municipal de Educação) informou que o caso está sendo analisado pela Comissão Especial, porque o fato ocorreu em decorrência do processo de eleições para diretores escolares. A secretaria também afirma que aguarda o parecer da Comissão para tomar as medidas cabíveis.

Direto das Ruas – A sugestão chegou ao Campo Grande News por meio do canal Direto das Ruas, canal de interação do leitor com a redação. Quem tiver flagrantes, sugestões, notícias, áudios, fotos e vídeos pode colaborar no WhatsApp pelo número (67) 99955-2040, pela ferramenta Fale Conosco ou por mensagem enviada via Facebook.

Para que sua imagem tenha mais qualidade, orientamos que fotos e vídeos devem ser feitos com o celular na posição horizontal.

 

 

 

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions