A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

03/11/2014 08:34

Professores discutem reajuste salarial e escolas ficam fechadas na Capital

Renan Nucci e Filipe Prado
Escolas municipais amanheceram fechadas para os alunos. (Foto: Marcos Ermínio)Escolas municipais amanheceram fechadas para os alunos. (Foto: Marcos Ermínio)

Professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) de Campo Grande se reúnem na manhã de hoje (03), em assembleia para discutir a proposta de reajuste salarial apresentada pelo prefeito Gilmar Olarte (PP). Por este motivo, não há aulas nas 85 escolas municipais. Apenas alguns servidores do setor administrativo cumprem expediente. Na semana passada, por causa do feriado prolongado, as escolas foram abertas somente na quarta-feira (29).

Os professores cobram reajuste de 8,46%, previsto em lei de 2012 e que elevaria a remuneração inicial de R$ 1.546 para R$ 1.697, atingido 100% do piso nacional para a carga horária de 20 horas semanais. Caso não haja acordo, a categoria ameaça deflagrar greve.

Ontem, a ACP (Associação Campo-Grandense de Professores) se reuniu com o prefeito que, por sua vez, prometeu pagar o reajuste salarial aos educadores até o próximo dia 30.

O recursos para honrar este compromisso seriam oriundos de uma outorga com a empresa Águas Guariroba. A proposta já havia sido apresentada no último dia 31. O reajuste deve ter impacto de R$ 3,3 milhões na folha de pagamento, ampliando o comprometimento da administração municipal com gastos de pessoal de 48,7% para 49,21%. O prefeito disse que vai cumprir a lei, mas que é preciso equilibrar as finanças da máquina pública.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions