A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

19/01/2015 11:11

Professores se reúnem com Governo, mas não decidem sobre reajuste

Filipe Prado e Kleber Clajus

Os professores da rede estadual de ensino de Mato Grosso do Sul se reuniram hoje (19) com uma equipe do Governo, que contou com as secretaria de Educação, Governo e Gestão Estratégica e Administração, para analisar a folha de pagamento e definir o aumento para a classe. O reajuste de 25,42%, proposto pelos professores, pode causar um impacto de R$ 27 milhões na folha de pagamento da categoria.

A reunião durou aproximadamente 2 horas. De acordo com o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botarelli, será necessário uma nova análise dos dados da folha analítica de pagamento de janeiro.

Ele ressaltou que o Governo está receoso com o reajuste de 13,01%, previsto pela lei nacional 4464/13, que prevê a integralização com o piso nacional de 20h, causando um impacto de R$ 16 milhões mensais.

O aumento, válido a partir do mês de janeiro, será recebido somente no 5º dia útil de fevereiro, mas ainda não foi decidido se o reajuste será integral ou escalonado. “Vamos fazer um estudo com a Fetems e o Governo vai abrir as folhas de pagamento. O piso nacional vai sair, a discussão agora é se podemos colocá-lo, todo agora ou devemos esperar mais um pouquinho”, explicou a secretaria de Educação Maria Cecília da Motta. Até o dia 30 de janeiro um parecer será dado, com base no quanto o Governo conseguiu arrecadar.

O reajuste de 12,41% é previsto por uma lei estadual, integralizando o piso em 20 horas, escalonado até 2018.
Uma outra reunião será feita na quarta-feira (21), às 7h30, na sede da SED (Secretaria de Estado de Educação).

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions