A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

17/12/2010 15:36

Psicólogo que ateou fogo em paciente desaparece de clínica na Capital

Jorge Almoas e Ricardo Campos Jr.

Com o registro cassado, o psicólogo atendia em conjunto com a irmã

O Campo Grande News esteve na tarde de hoje na clínica Santa Fé, onde o psicólogo Edson Rodrigues de Souza, de 42 anos, realizava atendimento mesmo com o registro cassado no Conselho Regional de Psicologia.

Desde que foi noticiado o histórico de Edson – acusado de atear fogo em uma paciente no Estado de Goiás – o psicólogo desapareceu do local.

Uma funcionária da clínica, composta por salas individuais alugadas para os psicólogos, Edson nunca atendia sozinha. “Ele sempre estava com a irmã”, conta a funcionária, referindo-se a Sandra de Souza.

De acordo com a funcionária, que pediu para não ser identificada, a irmã de Edson não clinicava todos os dias. Ela não sabe dizer se o psicólogo cassado chegou a realizar atendimento sozinho. Sobre a descoberta do passado de Edson, a funcionária se mostra surpresa.

“Avisamos o dono da clínica, que disse ter falado com ele e pediu para ele não voltar”. O Campo Grande News entrou em contato com o responsável pelo aluguel das salas, mas o homem limitou-se a dizer que não falou com Edson desde ontem.

Edson vinha exercendo ilegalmente sua profissão depois de ter o registro de psicólogo cassado por ter ateado fogo no corpo de uma paciente.

Psicólogo que ateou fogo em paciente e atendia em MS aguarda julgamento
Ele é processado por lesão corporal grave e teve registro cassadoAcusado de atear fogo em uma paciente em 2006, o psicólogo Edson Rodrigues de Souza...
Psicólogo que ateou fogo em paciente em Goiás atendia normalmente na Acrissul
O psicólogo Edson Rodrigues de Souza, 42 anos, foi denunciado hoje na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Campo Grande pelo presid...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions