A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017

26/07/2017 13:19

Quadrilha desmantelada pelo Gaeco foi descoberta em investigação sobre PCC

Rafael Ribeiro e Richelieu de Carlo
Um dos presos durante operação e arma apreendida encontrada pelos policiais (Foto: Divulgação/Polícia Militar)Um dos presos durante operação e arma apreendida encontrada pelos policiais (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

A quadrilha que traficava armas e drogas e foi desmantelada na Operação Fronteira na manhã desta quarta-feira (26) pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado) do Ministério Público de Mato Grosso do Sul foi descoberta durante investigações do órgão sobre o PCC (Primeiro Comando da Capital), facção paulista que atua dentro e fora dos presídios.

Segundo Cristiane Mourão, coordenadora do Gaeco, o bando foi descoberto negociando carregamento de entorpecentes com a facção. Mas, apesar da proximidade, também mantinham acordos comerciais ilícitos com outros grupos de crime organizado em todo o País.

“Essa quadrilha é aqui de Mato Grosso do Sul e daqui fazia o carregamento da droga para outros estados por meio de rodovias”, disse a promotora.


“Começamos a investigar e percebemos que eles eram uma organização criminosa na verdade autônoma, não são faccionados. Considerando essas informações começamos uma investigação só para eles, que negociavam com PCC, Comando Vermelho, enfim com quem tivesse interessado em comprar droga”, completou Mourão.

Policiais militares do Bope durante os trabalhos da operação nesta manhã, em bairro de Campo GrandePoliciais militares do Bope durante os trabalhos da operação nesta manhã, em bairro de Campo Grande

Segundo a promotora, dos 15 mandados, 13 foram cumpridos em Mato Grosso do Sul com o apoio do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar. Os outros dois foram no vizinho Mato Grosso e em Goiás, respectivamente.

Oito pessoas foram presas nesta manhã e três acusados seguem foragidos. Esses acusados podem ser de outros estados, diz Mourão, que preferiu não fornecer mais informações para não prejudicar a investigação.

O caso – A quadrilha desmantelada nesta quarta usava mulheres e crianças para fazer o transporte de drogas e armas do Paraguai para outros estados brasileiros, como São Paulo, Paraná, Minas Gerais e Bahia.

Segundo o Gaeco divulgou em nota, investigações que começaram desde outubro do ano passado apontaram que o transporte das drogas em carros roubados ou furtados quase sempre era guiado por mulheres acompanhadas de crianças para não chamarem a atenção ao longo do percurso.

O Gaeco atuaram também em Ponta Porã (a 323 km de Campo Grande), Cuiabá (MT) e Goiânia (GO). Nesses últimos, o órgão contou com ajuda das autoridades locais.

Sete veículos utilizados pelo bando para o transporte das drogas foram apreendidos, além de 871 quilos de maconha e 416 gramas de cocaína.

Todos os detidos pela operação serão indiciados por crimes como tráfico de drogas, comércio de armas, roubos, furtos, receptação e corrupção de menores.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions