A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

22/11/2011 17:26

Quatro menores feridos em acidente na saída para Três Lagoas estão internados

Ana Paula Carvalho
Bombeiros atendem uma das vítimas do capotamento. (Foto: Fernando da Mata)Bombeiros atendem uma das vítimas do capotamento. (Foto: Fernando da Mata)

Quatro dos seis adolescentes envolvidos no acidente que matou José Eduardo Menegat Tavares Manzione, que completaria 16 anos hoje, continuam internados.

Um deles foi transferido para o CTI da Santa Casa às 13h de hoje. Ele está em coma induzido e recebe ventilação mecânica. Outro passageiro do carro, um menino de 17 anos, está internado em um apartamento do hospital. Ele está consciente, apenas utilizando um colete cervical.

O adolescente de 15 anos, que conduzia o veículo Honda City da mãe, foi transferido para o Hospital Sirio Libânes ontem e também está internado no CTI (Centro de Terapia Intensiva). Após o acidente, ele passou por cirurgia na boca e no fêmur.

Outro adolescente, de 16 anos, que também estava no carro quando aconteceu o acidente, está internado na Clínica Campo Grande. Ele também está no CTI, mas o hospital não informa se o estado de saúde dele é considerado grave.

Outros dois passageiros do veículo, que já receberam alta, prestam depoimento na Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude).

O caso - Os garotos estavam em um veículo Honda City, que capotou várias vezes após o motorista tentar fazer uma curva na BR-262, na saída para Três Lagoas. O carro era dirigido por outro menino de 15 anos, segundo a Polícia Civil.

O acidente deixou quatro dos sete ocupantes do veículo feridos, sendo que José morreu ainda no local. Três estão internados na Santa Casa e o outro na Clínica Campo Grande.

A Polícia investiga se os adolescentes estavam ingerindo bebida alcoólica, já que foram encontradas quatro garrafas de cerveja dentro do carro. A investigação também apura quem estava mexendo em um celular encontrado, que estava com uma mensagem sendo escrita.

De acordo com a delegada da Deaij (Delegacia Especializada em Atendimento a Criança e Juventude), Maria de Lourdes Cano, o menino de 15 anos que dirigia o carro pode responder processo por homicídio doloso, caso seja comprovado que ele estava bêbado e em alta velocidade.

Nesse caso, ele responde por dolo eventual, quando a pessoa pode até não ter a intenção de matar, mas assume o risco ao ter atitudes perigosas, como dirigir embriagado. Os pais podem responder por omissão de cautela, já que o veículo é de propriedade da mãe.



Que DEUS possa confortar o coração desses pais em especial daqueles pais e familiares que perderam seu filho ainda tão jovem., e que os familiares dos outros possam dar graças a Deus pela vida dos seus filhos
 
Claudia Concolato em 24/11/2011 07:34:20
Que DEUS, conforte os corações dos familiares de José Eduardo Manzione, que infelizmente esta perda conscientize aprincipalmente a juventude, que o alcool não tras felicidade.
 
neusa zimpel em 22/11/2011 11:20:37
Cara Vanuse martins, Acho q quem tem que olhar sao os pais..... Deus tem coisas mais importantes p fazer... cuidar de pessoas q nao valorizam a propria vida e a dos demais...
 
Andreia silva correa em 22/11/2011 11:20:21
QUE DEUS OLHE POR ESSES MENOR MAS ELES TEM QUE TOMAR UMA POSIÇAO NA VIDA NAO PODE CONTINUAR ASSIM
 
VANUZE MARTINS em 22/11/2011 07:22:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions